terça-feira, 1 de novembro de 2011

Alemães no RS: os Jacks

Alemães no RS: os Jacks
autoria de Diego de Leão Pufal

[dúvidas, acréscimos e correções, escreva para diegopufal@gmail.com]

[Esta publicação pode ser utilizada pelo(a) interessado(a), desde que citada a fonte: PUFAL, Diego de Leão. Alemães no RS: os Jacksin blog Antigualhas, histórias e genealogia, disponível em http://pufal.blogspot.com.br/]
[atualizado em 17/08/2014]
***
A família Jacks teve origem na Alemanha, na região do Schleswig-Holstein, cidade de Elmshorn que, à época da emigração para o Brasil, pertencia à Dinamarca.
Ali nasceu por volta do ano de 1789/1790 Joachim Heinrich Jacks (Joaquim Henrique Jacks), casando-se em meados de 1817 com Katharina Grimms, nascida em 1790 na cidade de Staulben, Hannover, Alemanha, filha de Heinrich Grimms (nascido na cidade de Stubben).
Johann Heinrich Jacks foi agricultor de profissão e de religião luterana, emigrando da Alemanha com a esposa e dois filhos no ano de 1824, na primeira leva da imigração alemã para o Estado do Rio Grande do Sul.
Foi assim que, no dia 25 de julho de 1824, desembarcaram na então colônia de São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, passageiros do bergantim São Joaquim Protector, recebidos pelo Presidente da Província em 18 de julho, e do veleiro transatlântico Anna Louise:
·         Joachim Heinrich Jacks, patriarca;
·         Katharina Grimms, matriarca;
·         Johann Heinrich Jacks, filho;
·        Johann Joachim Jacks, filho.
A família se estabeleceu na Feitoria Velha, hoje bairro de São Leopoldo, onde ali em 30 de junho de 1831 o patriarca Joachim Heinrich foi assassinado por um escravo, desconhecendo-se maiores detalhes sobre o acontecido.
Dias depois, em 18 de agosto de 1831, a viúva Katharina Grimms casou-se em segundas núpcias, em São Leopoldo, com Johann Nicolaus Gerda, nascido em 1795 na cidade de Winsen, Alemanha, filho de Jürgen Gerda e Anna Margaretha Stein.
Apenas se encontrou a descendência de um dos filhos do casal-imigrante, desconhecendo-se o destino do outro [Hunsche sugere que teria ido para a Argentina], como se pode ver da genealogia abaixo:
1. Joachim Heinrich Jacks, n. 1789/1790, Elmshorn, Holstein, Alemanha e fal. 30/06/1831 na Feitoria Velha em São Leopoldo, Rio Grande do Sul. Casou com Katharina Grimms, n. 1790, Staulben, Hannover, filha de Heinrich Grimms. Pais de:
2.1 Johann Heinrich Jacks (João Henrique Jacks), n. 1818, Sülfeld ou Elmshorn, Holstein, Alemanha e fal. 06/05/1874, São Leopoldo. Foi alfaiate a agricultor na Feitoria Velha.
Ao falecer, procedeu-se inventário de seus bens (processo n.º 624, maço 22, ano de 1874, 1º cartório de órfãos de São Leopoldo, APRS, tendo sido inventariante a viúva, então residente no 1º distrito de São Leopoldo), cujo monte-mor era de 3:717$000 réis e composto pelo seguinte acervo:
·         Bens móveis: uma carreta de 4 rodas, um arado, um guarda-roupa, um dito de louça, uma mesa grande, duas ditas pequenas, dez cadeiras de pau, um relógio de parede, um espelho pequeno, dois selins de senhora, um par de arreios usados, dois baús, um lampião, 3 bancos, um moinho de vento (ventilador), um foles, um carrinho de mão, uma escada, um tacho de cobre, um banco de carpinteiro, 1000 tijolos, 4 enxadas, 2 machados, uma balança pequena, duas serras e utensílios de cozinha.
·         Semoventes: sete vacas leiteiras, dois bois mansos, um novilho, sete novilhas, três cavalos e 12 porcos.
·         Raiz: duas colônias de terras de matos e capoeiras, com 310 braças de frente e fundos até o Rio dos Sinos, no 1º distrito de São Leopoldo, dividindo-se pela frente com a Estrada Geral, que segue desta cidade para o Pinhal (Taquara), por um lado com Guilherme Luís Presser Júnior, por outro com Frederico Kruse e pelos fundos com o Rio dos Sinos, por 2:500$000 réis; uma casa coberta de telhas com paredes de tijolos, edificada sobre o terreno acima, por 400$000 réis; uma dita coberta de telha, com paredes de tijolos, edificada no mesmo, por 300$000 réis;
·         As colônias foram vendidas a Manuel Inácio Dutra e sua mulher Justina Inácia Dutra, em 27/11/1876 em São Leopoldo, localizadas nos subúrbios, sob a denominação de "Praso Colonial", n.º 04, da Feitoria Velha, com 324 mil braças quadradas, por 7:000$000 réis.
A 06/02/1843 casaram-se na igreja evangélica de São Leopoldo Johann Heinrich Jacks e Anna Catharina Martini, nascida a 22/01/1819 na cidade de Womrath, Hunsrück, Alemanha e fal. 17/06/1889 em São Leopoldo, filha de Johannes Martini (chegado em São Leopoldo a 16/12/1827, viúvo, com três filhos) e Anna Katharina Vier.
Anna Catharina Martini era católica conforme declarou em seu testamento, dizendo, ainda:
"Eu Catharina Jacks, sou catholica e tinha vivido e desejo morrer (...), doente de cama (...) Declaro que fui casada com João Henrique Jacques, de cujo matrimônio existem os seguintes filhos: João Jacks, casado, Carolina Dorothea Saar, casada com Carlos Saar, Jorge Carlos Jacks, casado, Rosina Jacks casada com Antonio Knobloch, Luís Jacks, casado, Gabriel Francisco Henrique Jacks e Guilhermina Luiza Sander casada com Frederico Sander (...)".
O testamento foi feito em 12/06/1889, tendo assinado a rogo, por não saber ler, nem escrever, Felippe Jacob Sperb. O testamento foi aprovado na mesma data e aberto em 18/06/1889. (Testamento: proc. n.º 745, maço 23, ano 1889, cartório da Provedoria de São Leopoldo - APRS).
Entre 1847/1849, no censo realizado pelo Dr. Hillebrand em toda a colônia alemã, consta como moradores na Feitoria Velha:
·         Henrique Jaakes, 31 anos, lavrador, evangélico, de Holstein;
·         Anna Catharina, 29 anos, católica, da Prússia;
·         João Joaquim, 5 anos, evangélico, do Brasil;
·         Carolina Dorothea, 4 anos, evangélica, do Brasil;
·         Christina Catharina, 2 anos, evangélica, do Brasil;
·         Jorge Carlos, 1 ano, evangélico, do Brasil.
·         A família era proprietária de 4 gado e 4 cavalos.
Acharam-se dez filhos do casal Johann Heinrich Jacks e Anna Catharina Martini, sendo que em 1889 apenas sete viviam, cujos nomes seguem:
Assinaturas das filhas de Johann Heinrich Jacks quando do contrato de compra e venda das colônias a Manuel I. Dutra, no ano de 1876 em São Leopoldo (Fonte: livros do Tabelionato de São Leopoldo, APRS).

3.1 Johann Joachim Jacks (João Jacks), n. 1843, São Leopoldo e fal. 14/07/1908, São Bonifácio, 6º distrito de Cachoeira do Sul/RS. Pedreiro de profissão. Casou a 20/11/1869 em Santa Maria/RS com Wilhelmina Frederika Carolina Holz (Guilhermina Holz), n. 1846, Alemanha e fal. 25/07/1932, Porto Alegre, filha de Wilhelm Holz e Frederica Wilhelmina Lüdtke. Pais de 3 filhos:
4.1 João Augusto Jacks, n. 1871, possivelmente em Santa Maria. Em 1909 era casado, residente no município de São Leopoldo.
4.2 Pedro Balduíno Jacks (Balduíno Jacks), n. 1873, possivelmente em Santa Maria, onde fal. 29/01/1911, solteiro, com 37 anos, de profissão artista.
4.3 Amália Rosalina Jacks, n. 23/07/1880 em Hamburgo Velho/RS e fal. 03/07/1921 em São Bonifácio em Cachoeira do Sul, solteira.
3.2 Caroline Dorothea Jacks ou Dorothea Carolina Jacks, n. 15/01/1844, bat. 09/03/1845, São Leopoldo e fal. 17/01/1923, Porto Alegre. A 02/02/1867 em São Leopoldo casou-se com Carl Saar, n. 1842 na cidade de Hambuch ou Hambach, Birkenfeld, Alemanha, de profissão charuteiro e proprietário, filho de Jacob Saar e Katharina Ostgen. Pais de 8 filhos:
4.1 Carolina Catharina Saar, n. 12/12/1868, Porto Alegre, onde casou a 24/12/1886, na igreja evangélica, com Johann Friedrich Wilhelm Weisshand (Friedrich Weisshand), n. 11/03/1864 em Reichenow (Reichenau), Brandenburg, Alemanha. Friedrich foi proprietário de uma ferraria na Avenida Cristóvão Colombo, n.º 109, em Porto Alegre (isto em 1906), filho de Friedrich Weisshand e Charlotte Hannemann (abaixo citados). Pais de 5 filhos:
5.1 Guilherme Carlos Weisshand, n. 15/12/1888, Porto Alegre, onde fal. 22/10/1950. Impressor de profissão. Casou a 24/04/1909, Porto Alegre com Maria Guilhermina Sepp, n. 13/12/1897, Argentina, filha de Johann Sepp (ou Hepp?) e Wilhelmine, argentinos. Pais de, no mínimo, 2 filhas: Siloca Clara Weisshand (c/c Luiz Crussius Neto) e Íria Maria Weishand.
5.2 Elvira Luiza Weisshand, n. 21/03/1892, Porto Alegre, onde casou a 24/10/1914 com Antônio Baptista da Silva, n. 1886, Pelotas/RS, filho de José Baptista da Silva e Amélia.
5.3 Olinda Weisshand, n. 28/04/1899, Porto Alegre.
5.4 Oscar Olof Weisshand, n. 13/07/1900, Porto Alegre. Casou com Alice Rosenhaim, ali n. a 25/01/1907 e fal. 31/01/1993, filha de Manuel Rosenhaim e Maria Amélia. Pais de: Gelcy Weisshand e Jeanette Theresinha Weishand.
5.5 Amalie Adolfine Weisshand, n. 08/12/1903, Porto Alegre.
4.2 Carl Saar (filho), n. 15/04/1870, Porto Alegre e fal. 27/10/1909 na Picada Hartz (Nova Hartz/RS). Casou a 29/07/1893 em Novo Hamburgo com Olinda Sophia Hoffmann, ali n. a 30/07/1874, filha de Peter Hoffmann e Christine Schmitt (por esta, bisneta de Johann Nicolaus Schmitt e Petronella Marquardt, antepassados do autor e já citados neste blog). Pais, ao menos, de:
5.1 Oscar Carlos Saar, n. 1895, Porto Alegre, onde casou a 22/09/1923 com Georgine Naglie, n. 1901, na cidade do Rio de Janeiro, filha de Jorge Naglie e Ernestina Emma.
4.3 Helena Saar, n. 21/09/1871, São Leopoldo, onde casou a 13/10/1894 com Frederico Guilherme Leyser, carpinteiro, n. 25/11/1869, Hamburgo Velho/RS, filho de João Jacob Leyser e Charlotte Vöhl.
4.4 Augusta Saar, n. 1873, São Leopoldo, onde casou a 20/04/1895 com Bento de Paula Fogaça, ali n. a 02/07/1863, agricultor, filho de Epifânio Orlando de Paula Fogaça (n. 28/01/1834, Porto Alegre e fal. 03/02/1905, São Leopoldo) e Cristiana Carolina Veeck (n. 02/03/1846, São Leopoldo, onde fal. 26/03/1920).
4.5 Guilhermina Joanna Saar, n. 1875, São Leopoldo, onde casou a 04/05/1895 com Pedro Webber, ali n. em 1872, pedreiro, filho de Valentim Weber e Catharina Hoffmann.
4.6 Augustina Carolina Saar, n. 03/08/1876, São Leopoldo.
4.7 Emílio Martins Saar, n. 1879, São Leopoldo. Marceneiro de profissão. Casou a 17/07/1909, São Leopoldo com Christina Mathilde Schuch, n. 1881, filha de Frederico Schuch e Magdalena.
4.8 Germano Bertholdo Saar, n. 1884/1887, São Leopoldo, onde casou a 12/12/1908 com Ludwina Bohrer, n. 1887, filho de Frederico Bohrer e Idalina. Pais de: Heitor Saar, n. 26/04/1912, Porto Alegre.
3.3 Catharina Christiana Jacks, n. 26/12/1846, bat. 12/02/1847, São Leopoldo, onde fal. 15/08/1860.
3.4 Georg Carl Jacks (Jorge Carlos Jacks), n. 1º/06/1848, bat. 12/06/1848, São Leopoldo e fal. 02/01/1905, Porto Alegre. Funileiro de profissão, faleceu com inventário (proc. º 40, maço 03, 1905, 3º cartório de órfãos de Porto Alegre – APRS), deixando dois terrenos no Arraial de São José, em Porto Alegre; um terreno na Rua Santana, em Porto Alegre e uma casa com uma porta e duas janelas na Rua dos Passos em São Leopoldo. Casou a 04/06/1870 em São Leopoldo com Maria Antônia Hillebrand, n. 1851, São Leopoldo, filha natural do Dr. Johann Daniel Hillebrand e Thomasia Luise Gräff, ambos da Alemanha. Pais de 4 filhos:
4.1 Carolina Jacks, n. 06/03/1871, São Leopoldo e fal. 12/06/1955, Porto Alegre. Casou (I) com Joaquim Pereira de Albuquerque, fal. 06/07/1932. Casou (II) a 14/11/1936, Porto Alegre com Pedro Castello Giraffa, n. 12/04/1868, Itália, do comércio, artista e, depois, mecânico, fal. 1º/05/1938, Porto Alegre, filho de Francesco Giraffa e Rosa Maria Marota.
Francesco Giraffa e Rosa Maria Marota parece que não emigraram para o Brasil, mas mais dois de seus filhos sim:
a) Braz Giraffa, n. Itália. Casou com Clara Madruga de Bittencourt, n. RS, com quem teve: Braz Theodorico Giraffa (n. Dom Pedrito/RS, c/c Simiramis da Costa Ribeiro, de Pelotas); Maria Patrocínia Giraffa (n. 1897, Porto Alegre, c/c Arlindo Sereno); Henriqueta Giraffa (n. Porto Alegre, c/c o major Estigarribia Martins) e Rosa Maria Giraffa (n. Porto Alegre, c/c o Dr. Pedro de Oliveira Alves).
b) Maria Giraffa, n. Itália. Casou com Giuseppe Gambino, n. Itália, pais de: João Mariano Gambino, n. 02/02/1888, Porto Alegre.
Houve do segundo casamento de Carolina Jacks o filho: Sílvio Giraffa, n. 06/01/1901, Porto Alegre, onde faleceu ainda criança.
4.2 Maria Luiza Jacks, n. 15/04/1873, São Leopoldo e já falecida em 1955, solteira, sem filhos.
4.3 Carl Jacob Jacks ou Jacob Carlos Jacks, n. 1º/10/1876, São Leopoldo e já falecido em 1955, solteiro, sem filhos.
4.4 Waldemar Francisco Jacks, n. 1889, Porto Alegre, onde fal. 22/10/1940. Casou com Hedwig Neubauer, n. Alemanha, filha de Reynold Neubauer e Luise. Pais de: Jessy Jacks (c/c Ruy Nogueira); Sílvio Jacks e Jorge Carlos Jacks.
Assinaturas dos filhos e genros de J. H. Jacks quando do contrato de venda das colônias
a Manuel I. Dutra, em 1876 em São Leopoldo (Fonte: livro de Tabelionato de São Leopoldo, APRS).
3.5 Helena Jacks, n. 20/07/1850, bat. 1º/09/1850, São Leopoldo. Em 1874 era solteira.
3.6 Johann Ludwig Jacks ou Louis Jacks (João Luís Jacks), n. 27/07/1852, bat. 05/09/1852, São Leopoldo. Foi sapateiro. Casou a 17/04/1876 em Lomba Grande (São Leopoldo) com Catharina Bender, ali n. a 07/02/1853, filha de Johann Philipp Bender (n. Alemanha) e de Louise Katharina Weber (n. Lomba Grande). Pais de 10 filhos:
4.1 Albert Wilhelm Jacks (Alberto Guilherme Jacks), n. 05/03/1877, Lomba Grande, distrito de São Leopoldo. Casou com Sebaldine Sander. 
O casal Alberto Guilherme Jacks e Sebaldine Sander, ladeados pelos filhos/filhas, noras e genros: Portêncio Jacks, Hulda (nora), Alice e esposo, Ernildo Jacks (músico) e esposa e Thelga Jacks e o marido.
Fotografia enviada pela descendente Marcela Jacks Hartz.
Alberto e Sebaldine foram pais de: 
5.1 Alice Jacks, n. 06/09/1901, Picada do Cabloco, Igrejinha.
5.2 Portêncio Armando Jacks, n. 30/08/1903, Picada do Cabloco, Igrejinha. Casou-se com Hilda Edinger, gerando a:
6.1 Alcino Jacks, n. 10/9/1937, Sapiranga. Comerciante. Foi presidente da Sociedade de Canto de Moreira em Taquara. Casou-se com Nair Lauffer, pais de Marcela Jacks Hartz, nossa informante deste ramo.
5.3 Ernildo Waldolin Jacks, n. 13/06/1907, na Picada do Cabloco em Igrejinha. Músico.
5.4 Thelga Jacks
4.2 Maria Adolfina Jacks, n. 23/07/1878, Lomba Grande.
4.3 Lina Jacks, n. 25/12/1880, Lomba Grande.
4.4 Luís Bertoldo Jacks, n. 09/08/1882, Lomba Grande. Casou a 19/03/1910, Igrejinha, com Alwine Linn, filha de Jacob Linn e Margaretha Stein.
4.5 Albino Gabriel Jacks, n. 06/03/1884, Lomba Grande.
4.6 Louise Augusta Jacks, n. 11/07/1886, RS. Casou a 1º/08/1909, Igrejinha/RS com Heinrich Rudolf Säger, n. 21/07/1887, filho de Carl Säger e Louise Catharine Schäfer. Pais, ao menos, de: Lili Alzira Säger (c/c Oscar Emil Meyer, citados na família Mayer, neste blog).
4.7 Fernando Leopoldo Jacks (segundo informações de Iara Jacks, de Santa Maria), foi alfaiate e n. a 23/08/1887, no RS, e fal. 15/04/1961 em Cachoeira do Sul. Casou-se com Aracy da Cunha, n. 29/09/1906 em Rio Pardo/RS e fal. 05/03/1976. Pais de: 
5.1 Ada da Cunha Jacks, n. 23/04/1927, Cachoeira do Sul e fal. 23/06/1999. Casou-se com Pedro Jacy Rodrigues. O casal não deixou descendentes.
5.2 Nildo Valdo Jacks, n. 17/10/1929, Cachoeira do Sul e fal. 14/01/2014. Casou-se com Gladir Sabadini Ramos, n. 6/9/1927,  Santa Maria, gerando 3 filhos:
6.1 Nilda Aparecida Jacks, n. 8/9/1954, Pindamonhangaba/SP.
6.2 Iara Regina Jacks, nossa informante, n. 6/3/1956, Cachoeira do Sul. Casou (d) com Francisco Albuquerque Franco dos Reis, pais de:
7.1 Tiago de Albuquerque Reis, n. 26/1/1984, Santa Maria.
7.2 Lucas de Albuquerque Reis, n. 3/4/1987, Santa Maria.
6.3 Paulo Ricardo Jacks, n. 9/2/1958, Cachoeira do Sul. Casou com Leda Maria Oro, n. Descanso/SC, pais de:
7.1 Ricardo Oro Jacks, n. 8/6/1987, São Miguel do Oeste/SC.
5.3 Ney Eno Jacks, n. 27/11/1930, Cachoeira do Sul. Casou com Maria Estelita da Silveira, com quem teve 3 filhos:
6.1 João Fernando da Silveira Jacks, n. 27/1/1956, Santa Cruz do Sul e fal. 1994. Casou-se com Tânia Maria, pais de:
7.1 Fernando da Silveira Jacks, n. 29/10/1985, Nova Bassano, c/c Juciane Ramos.
6.2 Fátima Regina da Silveira Jacks, n. Santa Cruz do Sul. C/c Luiz Alfredo Mendes dos Santos, pais de: Luiz Alfredo Mendes dos Santos Júnior, Victor Hugo e Carlos Henrique.
6.3 Mariney do Carmo Jacks, n. Tubarão/SC. Casou com Danilson Rodrigues Gomes, com quem teve 3 filhos: Danilson, Juliana e Mateus. Após, se casou com Valtair Farias de Quadros, com quem teve o filho Valtair.
4.8 Carlos Hermann Jacks, n. 08/04/1890, bat. 25/05, Igrejinha.

4.9 Bernhard Reinhold Jacks, n. 22/05/1892, Santa Maria (Igrejinha), bat. 12/09, Igrejinha.
4.10 Alwine Mathilde Jacks, n. 09/10/1895, Alta Santa Maria, bat. 19/01/1896, Igrejinha/RS.
3.7 Rosina Christina Jacks, n. 13/01/1855, bat. 18/03/1855, São Leopoldo, onde casou a 02/01/1875 com Anton Knobloch, ali n. a 05/10/1848 e fal. 02/08/1928 em Santa Cruz do Sul/RS, filho de Michael Knobloch (n. 1819, Bechenheim, Alemanha) e de Philippine Josephine Katharina Müller (n. 25/02/1820, Brücken, Birkenfeld, Alemanha e fal. 15/08/1882, São Leopoldo), neto paterno de Philipp Peter Knobloch e Anna Maria Brück, neto materno de Johann Nicolaus Müller e Maria Katharina Saas ou Trein. Pais de, no mínimo, 2 filhos:
4.1 Guilhermina Francisca Knobloch, n. 02/11/1875, São Leopoldo.
4.2 Luiza Cristiane Knobloch, n. 23/10/1877, São Leopoldo.
3.8 Franz Gabriel Heinrich Jacks (Gabriel Jacks), n. 11/10/1857, bat. 15/11/1857, São Leopoldo e fal. 27/01/1926, Porto Alegre. Lavrador e depois comerciante em Porto Alegre.
Entre 1886-1889 Franz Gabriel Heinrich Jacks era proprietário de um armazém de secos e molhados e açougue, além de ser fabricante de linguiça, com estabelecimento de pequeno ou médio porte no Caminho Novo, na atual Rua Voluntários da Pátria, em Porto Alegre (Presença teuta em Porto Alegre no século XIX - 1850-1889, de Magda R. Gans, Ed. UFRGS, p. 55).
Casou em Porto Alegre, na igreja evangélica, a 1º/05/1886 com Anna Therese Louise Weisshand, n. 23/06/1869, Berlin, Berlin-Stadt, Brandenburg, Alemanha, onde bat. 25/07/1869, e fal. 20/06/1941, Porto Alegre, na Rua Silvério n.º 309, com inventário, deixando casa e terreno na Avenida Ceará, n.º 336, em Porto Alegre, filha de Friedrich Weisshand e Charlotte Hannemann – acima citados e todos já referidos neste blog (http://pufal.blogspot.com/2011/02/familia-pufal-ii-origem-do-nome.html). Pais de 4 filhos:
4.1 Arthur Wilhelm Jacks, n. 18/04/1887, bat. 02/10/1887 na igreja Evangélica de Porto Alegre. Em 1941 já era falecido, sem descendentes.
4.2 Amanda Maria Jacks, n. 1889, Porto Alegre. Em 1953 contava 65 anos, residente na Rua Dos Andradas, n;º 1.049, 5º andar. Casou com Eduardo da Costa Brandão, n. Campo Novo, distrito de Cruz Alta/RS, e fal. 08/11/1945, Porto Alegre, filho de Manuel da Costa Brandão e Joaquina Ferreira de Souza. Pais de sete filhos:
5.1 Edmundo Jacks Brandão, n. 07/10/1903, Porto Alegre. Casou com Miguelina Lentino, gerando a: Flávio Lentino Brandão.
5.2 Leontina Jacks Brandão, n. 27/10/1909, Porto Alegre. Casou com ... Palmeira.
5.3 Nadir Jacks Brandão, n. 03/01/1913, Porto Alegre. Casou com .... Marques.
5.4 Orvalina Jacks Brandão, n. 27/03/1915, Porto Alegre.
5.5 Eduardo Jacks Brandão, n. 24/04/1918, Porto Alegre.
5.6 Paulo Jacks Brandão, n. 22/05/1920, Porto Alegre, onde fal. 08/11/1947, comerciário, solteiro, sem filhos.
5.7 Pedro Jacks Brandão, n. 03/11/1924, Porto Alegre.
4.3 Florentina Therese Jacks (Flora Jacks), n. 04/04/1893, bat. 1º/05/1898, Porto Alegre, onde fal. 27/11/1923, depois do parto, tendo sido sepultada no cemitério São José. Casou a 16/07/1914 na igreja de São José em Porto Alegre com João Luiz Pufal, n. 08/12/1892, Veranópolis/RS e fal. 10/08/1957, Porto Alegre, filho de Jacob Pufal e Emilie Doppler (João Luiz Pufal é meu bisavô, cuja ascendência e descendência foi descrita em (http://pufal.blogspot.com/2011/02/familia-pufal-ii-origem-do-nome.html).
Registro de casamento de João Luiz Pufal e Florentina Jacks, realizado em 1914 na ainda capela de São José dos Alemães, em Porto Alegre (fonte: livro 2, página 60, AHCMPA)
4.4 Luciano Pedro Jacks, n. 08/02/1898, bat. 1º/05/1898, Porto Alegre, onde faleceu. De profissão gráfico. Casou com Luiza Odette.
3.9 Maria Louise Jacks, n. 31/05/1859, bat. 08/06/1859, São Leopoldo, onde fal. 22/03/1860. (gêmea de Anna)
3.10 Anna Wilhelmina Jacks, n. 31/05/1859, bat. 08/06/1859, São Leopoldo (gêmea de Maria). Casou com Friedrich Sauter, n. São Leopoldo, filho de Johannes Sauter e Carolina Hepp. Pais, ao menos, de:
4.1 Rosalina Juanna Sauter, n. 23/08/1883, bat. 09/12/1883 na igreja Católica de São Leopoldo.
2.2 Johann Joachim Jacks, n. 1820, Elmshorn, Holstein, Alemanha. Sem mais notícias.

FONTES:
ARQUIVO DA IGREJA EVANGÉLICA DE PORTO ALEGRE: livros de batizados, casamentos e óbitos.
ARQUIVO HISTÓRICO DA CÚRIA METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE (AHCMPA): livros de batismos e casamentos de São Leopoldo
ARQUIVO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL (APERS): inventários de São Leopoldo, Porto Alegre, Cachoeira do Sul.
AUGUSTIN, Heinrich. Arquivo pessoal.
DREHER, Martin Norberto. Livros de Registro da Comunidade Evangélica de São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil (século XIX). Edição em CDRoom.
GANS, Magda R. Presença teuta em Porto Alegre no século XIX - 1850-1889. Porto Alegre: UFRGS, 2004.
HUNSCHE, Carlos H. O Biênio 1824/25 da Imigração e Colonização Alemã no Rio Grande do Sul (Província de São Pedro). Porto Alegre: A Nação, 1975.
LICHT, Otávio Augusto Boni. Povoadores Alemães do RS (1847-1849). Porto Alegre: EST Ed., 2005.
ROSA, Gilson Justino da. Imigrantes Alemães (1824-1853). Porto Alegre: EST, 2005.
WOLFF, Wilhelm. Deutsche Einwanderer in São Leopoldo 1824-1937. West-Germany: Neustadt, 1964.

5 comentários:

Anônimo disse...

Esqueceram de Fernando Leopoldo Jacks, filho de Louis Jacks e Catharina Bender, meu bisavô.
Iara Jacks, Santa Maria - RS

DIEGO DE LEÃO PUFAL disse...

Prezada Iara, possivelmente existam outros Jacks não mencionados, pois nem sempre são encontrados os registros civis ou eclesiásticos, além de alguns "sumirem do mapa". Já inclui no blog o teu bisavô Fernando Leopoldo. Se puderes me passar mais informações (data de nascimento, casamento e óbito), com quem casou, filhos ... enfim, serão bem-vindas.
Saudações, Diego.

Anônimo disse...

Importante pesquisa não só para a família Jacks mas também para a história de São Leopoldo(Berço da Imigração Alemã no Brasil).Como descendente de Manuel Ignacio Dutra fiquei contente de saber como meu tataravô e esposa nascidos em Santo Antônio/Gravataí adquiriram as terras que passaram a chamar: Quinta São Manuel que era o local de encontro da família Dutra em São Leopoldo.Parabéns pela pesquisa e socialização das informações.

Maria Helena Fogaça Falkenbach disse...

Eu sou bisneta de Trajano Francico de Paula Fogaça que era irmão de Bento de Paula Fogaça . Eu sou Maria Helena Fogaça Falkenbach 14 de janeiro de 2014 23:05

DIEGO DE LEÃO PUFAL disse...

Prezada Maria Helena, interessante! A família "Paula Fogaça" é bem conhecida na região de São Leopoldo e tem suas origens em Sorocaba/SP, vinda de Lisboa, Portugal. Além disso, Bento e Trajano descendem de Pedro da Silva Chaves, capitão-mor e fundador de São Francisco de Paula/RS. Saudações.