sábado, 23 de janeiro de 2016

Famílias Portuguesas nas Missões: os Demétrio Machado

Famílias Portuguesas nas Missões:
família de Antônio Demétrio Machado
Autoria de Zélce Mousquer
Edição e acréscimos de Diego de Leão Pufal

[Esta publicação pode ser utilizada pelo(a) interessado(a), desde que citada a fonte: MOUSQUER, Zélce e PUFAL, Diego de Leão. Famílias Portuguesas nas Missões: a família Antônio Demétrio Machado, in blog Antigualhas, histórias e genealogia, disponível em http://pufal.blogspot.com.br/]

[acréscimos, dúvidas e correções escreva para diegopufal@gmail.com]

[atualizado em 30/06/2016]

Na presente pesquisa foram utilizadas as seguintes abreviaturas/siglas:

“bat.” para “batizado(a)”;
“Bn.” para bisneto(a);
“c/c” para “casado(a) com”;
“F.” para filho(a);
“fal.” para “falecido(a)”.
“n.” para “nascido(a)”;
“N.” para neto(a);
***

A família Demétrio Machado tem sua origem em portugueses chegados no Brasil, já no século XVII, povoadores de São Vicente, Santana de Parnaíba, Cotia, Sorocaba e Santos, em São Paulo. 

Do Estado de São Paulo, o ramo em estudo emigrou para o Rio Grande do Sul, ainda no século XIX, radicando-se na região das Missões. 


Demétrio José Machado, filho de João Machado da Silva e Maria das Neves da Silva, casou-se a 02/06/1801 em Cotia/SP, com Isabel Maria Vieira Gonçalves, filha de Máximo Vieira Gonçalves e Lúcia Isabel de Oliveira. 


Pelo lado paterno, Demétrio descende de Estevão Pimenta das Neves (nascido em 1695) e do capitão-mor Brás Rodrigues de Arzam, ajunto ao Governador Estevão Ribeiro Bayão Parente, na guerra contra os gentios do sertão da Bahia (Genealogia Paulistana, de Luiz Gonzaga da Silva Leme, VII, pp. 315/343). Já pelo lado materno, Demétrio descende dos povoadores de São Vicente e do capitão-mor Martin Fernandes Tenório de Aguiar, bandeirante espanhol e tronca desta família em São Paulo (Genealogia Paulistana, IV, pp. 428/468). A ascendência de Demétrio também pode ser acessada em https://www.genealogieonline.nl/petroucic-genealogy/I268762.php.


Isabel Maria Vieira Gonçalves, esposa de Demétrio, descende pelo lado paterno de João Maciel, que deu origem a esta família em São Paulo, vindo de Viana ainda no século XVI (Genealogia Paulistana, VIII, pp. 150/188). 



O casal Demétrio e Isabel gerou três filhos até agora localizados: Maria, Demétrio (bat. 12/6/1822 em Ibiúna/SP) e Antônio Demétrio Machado, que segue.

Antônio Demétrio Machado nascido talvez em Ibiúna/SP e falecido a 13.5.1864 em Palmeira das Missões/RS. Casou em 1ª núpcias com Ana Vieira Rosa, falecida cerca 1837, com quem teve o filho Amâncio.
Registro de batismo de Antônio Demétrio: 1822 em Ibiúna/SP.
Em 2º matrimônio, Antônio casou com Ana Francisca de Oliveira, também encontrada como Ana Demétrio de Oliveira, batizada a 30/7/1825 em Sorocaba/SP e falecida a 1º.1.1896, Palmeira das Missões/RS, onde eram moradores, na fazenda São Jacob. Ana foi filha de Francisco das Chagas de Oliveira e Maria Polucena de Araújo.
Registro de batismo de Ana Francisca: 1825 em Sorocaba/SP.
Antônio Demétrio Machado e sua família foram um dos primeiros povoadores de Palmeira das Missões, então 5º distrito de Cruz Alta.
Além do tenente-coronel Silva Prado habitavam estas paragens o major Antônio de Novais Coutinho, tenente-coronel Joaquim José de Oliveira, Francisco Lemos de Oliveira, João de Souza Bueno, Major Feliciano Rodrigues da Silva, Máximo Vieira Gonçalves, Antônio Ribeiro Martins, Victor Antônio da Cruz, Alexander Luiz da Silva e Antônio Demétrio Machado [fonte: sítio da Prefeitura Municipal de Palmeira das Missões].

Antônio e Ana Francisca foram pais de 10 filhos: João (Batista), Ubaldino, Luçudina, Antônio, Francisco, Candelária, Demétrio, (Maria) Amélia, Ana, Carlota, José e Clarindo (estes dois últimos não foram citados no inventário e testamento do pai, tendo falecido antes portanto).

Filho do 1º matrimônio:

F1. AMÂNCIO DEMÉTRIO MACHADO n. em torno de 1828, morador em Cruz Alta/RS. Casou com Fortunata Vieira Pimentel, filha de Miguel de Freitas Vieira[1] (fal. 7.1.1855 em São Borja/RS) e Antônia Mariana Pimentel (bat. Santo Antônio da Patrulha/RS e fal. 16.9.1879, Santiago/RS. Antônia Mariana era filha natural de Antônio Mariano Pimentel e Matilde Maria da Conceição.

Filhos do 2º casamento:

F2. JOÃO DEMÉTRIO MACHADO usava o nome de João Baptista Machado, depois passou a assinar João Demétrio Machado, n. cerca de 1837 ou 1842, São Paulo e faleceu aos 74 anos a 8.4.1916, Cruz Alta/RS. Casou com Sofia Pereira Veríssimo, n. em torno de 1864, Passo Fundo/RS, filha de Antônio Veríssimo da Fonseca[2] (n. 10.5.1827 em Caçapava do Sul/RS e fal. 18.11.1891, a edição n. 294 do jornal A Federação informa, porém, a data de 18.10.1891) em Cruz Alta/RS e de Isabel Rodrigues Pilar de Apiaí (n. 4.9.1835 em Cruz Alta/RS, onde fal. 14.3.1894, onde também havia casado a 7.2.1852). Os avós paternos de Sofia Veríssimo foram Manuel Veríssimo Esteves da Fonseca[3], n. Ervedal, Portugal, e  Quitéria Rita da Fonseca, n. Congonhas do Campo ou Ouro Preto, Minas Gerais. Seus avós maternos foram Antônio Rodrigues Pereira[4], cognominado Apiaí, n. Sorocaba/SP e Laurentina Joaquina do Pilar, n. entre 1812/15, e fal.13.4.1846, ao ter a última filha (Laurentina).
João e Sofia foram pais de 11 filhos: Lindóia, Lídia, Iracema, Antônio, Antero, Felipe, Gaspar, Godofredo, Morena, Carlota, Sofia.
N1. Lindóia Demétrio n. 1875 e fal. aos 64 anos, a 27.7.1938 Tupanciretã/RS. Casou com Ornélio Bopp (viúvo de Geny Viana, filha de José Libindo Viana e Rodolfina), n. 26.8.1900 Tupanciretã/RS, filho de Alfredo Bopp e Josefina Kroef. Sem descendentes.
Lindóia casou em 2ª núpcias a 31.3.1906 e 21.1.1906 em Cruz Alta/RS, com o Cel. José Libindo Vianna, n. 25.3.1872, Taquari/RS, e fal. 16.10.1954, Tupanciretã/RS. Sem descendentes. (Ver Revista Genealógica Latina – homenagem a Itamar Bopp, e neste blog a família Vianna).
N2. José Epaminondas Machado, n. 5.11.1878 em Santo Ângelo/RS.
N3. Lídia Demétrio Machado casou em Cruz Alta/RS a 26.5.1899 com seu tio João Veríssimo da Fonseca, n.23.10.1867, Cruz Alta/RS, onde fal. a 15.6.1929, filho de Antônio Veríssimo da Fonseca e de Isabel Rodrigues Pilar de Apiaí.        
N4. Iracema Demétrio Machado casou em Cruz Alta/RS a 1º.5.1905 com Luciano Bonini, n. Itália, filho de Pedro Bonini[5] e de Maria Borges Vieira. Iracema Demétrio casou em 2º matrimônio a 14.9.1935 em Cruz Alta/RS, com Antônio Dornelles, filho de Eleotário Dornelles e de Zeferina Costa Dornelles.
N5. Antônio Carlos Demétrio Machado, n. cerca de 1885, Passo Fundo/RS. Casou em primeiras núpcias com Júlia Dias Ferreira, filha de Joauqim Ferreira Dias (n. Rio de Janeiro/RJ) e Belmira Lourega (n. RS). Antônio casou em segundas núpcias com Adalgisa de Castro, n. cerca 1889, Passo Fundo/RS, filha de Osório Rodrigues de Castro[6] e Brasilina Alves de Castro. Houve do primeiro casamento os filhos:
         Bn1. Floriano Peixoto Machado, n. 18.2.1901, Santa Maria/RS.
         Bn2. Aldomiro Machado, n. 15.11.1903, Santa Maria/RS.
         Bn3. Ana Nery Ferreira, n. 20.8.1906, Santa Maria/RS.
N6. Antero Demétrio Machado casou em Cruz Alta/RS a 7.5.1942 com Maria Rodrigues de Castro, filha de Osório Rodrigues de Castro e de Brasilina Alves de Castro.
N7. Felipe Demétrio Machado n. cerca de 1880.
N8. Gaspar Demétrio
N9. Godofredo Demétrio já falecido em 1916.
N10. Morena Demétrio Machado, fal. 20.1.1905, Cruz Alta, onde casou a 28.12.1892 com José Carlomagno, n. Itália, filho de Emílio Carlomagno[7] n. Itália e fal. aos 75 anos a 14.1.1933, Cruz Alta/RS, e de Isabel Pincetta.  Os avós paternos de José foram José Carlomagno e Ângela Nalach.[8]           
N11. Carlota casou em Cruz Alta/RS a 28.12.1892 com José Carlomagno, viúvo de sua irmã Morena.
N12. Sofia Demétrio Machado, n. cerca de 1880. Casou 26.5.1901, Cruz Alta/RS, com João T. da Fonseca.       
F3. UBALDINO DE OLIVEIRA MACHADO, tenente da Guarda Nacional, n. em torno de 1838 no Rincão de São Jacob[9] e fal. 1910. Casou a 17.9.1865, Santo Ângelo/RS, com Cândida dos Santos Paiva, n. RS, filha de João dos Santos Paiva[10] e Felicidade Cândida Gomes. Moradores em Palmeiras/RS. Os avós paternos de Cândida foram João dos Santos Paiva[11], n. cerca de 1780 Florianópolis/SC (filho de José dos Santos Paiva e Rosa Maria de Jesus) e casado a 15.11.1811, Santo Antônio da Patrulha/RS, com Claudiana Eufrásia de Oliveira bat. 9.10.1791, Santo Antônio da Patrulha/RS (filha de Manuel Ignácio da Silveira[12] e Bernarda Francisca Peixoto). Ubaldino Machado participou da Revolução Federalista, onde, após ter ocupado Santo Ângelo/RS, teve parte de suas forças dizimadas pelas tropas da Divisão do Norte, comandadas por Firmino de Paula, no episódio do Boi Preto - 1894, Vila de Palmeira/RS. Ubaldino e Cândida foram pais de 13 filhos: João, Aureliano, Acácio, José Bonifácio, Carlos, Pedro, Maria, Ninfa, Paulina, Etelvina, Ana, Ataliba e Emília, que seguem.
N1 João Paiva Machado
N2. Aureliano Paiva Machado.
N3. Acácio Paiva Machado.
N4. José Bonifácio Paiva Machado.
N5. Carlos Paiva Machado n. 15.03.1880 e fal. 03.11.1851. Casou em 31.7.1901 em Palmeira das Missões/RS, aos 28 anos, com Etelvina de Campos Pinto, 23 anos, filha de Manoel de Barros Pinto, fal. 29.6.1986 e de Faustina de Campos Pinto.             
N6. Pedro Paiva Machado c/c Marcina de Azambuja Machado.
N7. Maria Paiva Machado.
N8. Ninfa Paiva Machado, n. 16.11.1873 e fal. 05.03.1953.
N9. Paulina Paiva Machado c/c Dario Amaral da Silveira.
N10. Etelvina Paiva Machado.
N11. Ana Paiva Machado
N12. Ataliba Paiva da Silva, n. 2.10.1893 e fal. 18.12.1957 c/c Euclides S. Silva.
N13. Emília Ribas Machado.
F4. LUÇUDINA DE OLIVEIRA/DEMÉTRIO MACHADO já falecida em 1887. Casou com Manoel Elias dos Santos, moradores em Sorocaba/SP, onde faleceram. Foram pais de 7 filhos: Francisco, Júlio, Inácio, José Felipe, Benjamim, Antônio e Maria do Rosário.
N1. Francisco das Chagas dos Santos, morador em Sorocaba/SP.
N2. Júlio Ribeiro dos Santos, morador em Sorocaba/SP.
N3. Inácio dos Santos, n. Cruz Alta/RS. Casou a 20.8.1887 em Sorocaba/SP (N.ª Sr.ª da Ponte), com Ana Maria de Freitas, n. Sorocaba/SP, filha de Inácio Antônio da Silva, já falecido em 1887, e Maria Francisca de Freitas.
N4. José Felipe dos Santos, morador em Sorocaba/SP.
N5. Benjamin dos Santos
N6. Antônio Demétrio dos Santos
N7. Maria do Rosário dos Santos, fal. antes de 1896, c/c Anastácio Lopes Torres, deixou a filha:
Bn1. Ursulina Lopes Torres, n. 20.1.1882, bat. 26.2.1882 em Sorocaba/SP.
F5. ANTÔNIO DEMÉTRIO MACHADO (Totico), n. em torno de 1847 e fal.1907. Casou com Joaquina dos Santos  Machado. Moradores em Cruz Alta/RS.  Pais de no mínimo 5 filhos: João, Rivadávia, Itagibas, Francisco e Antônio Avelano.
N1. Ten. Cel. Legalista João (João Ruivo) participou da Revolução de 1893.
N2. Rivadavia  dos Santos Machado
N3. Itagiba dos Santos Machado casou a 27.09.1894 em Cruz Alta/RS com Aristetolina Prado Amado, filha de João Ferreira Amado (ou Antônio Fernandes Machado), n. 19.02.1815 na Lapa/PR, bat. 05.03.1815, e de Maria das Dores do Prado (Mariquinha), casados a 17.01.1885 em Cruz Alta/RS. Os avós paternos de Aristetolina foram o capitão Antônio Ferreira Amado, n. Sorocaba/SP e de Gertrudes Maria de Andrade, (filha de Manoel de Andrade Pereira Telles e Maria Custódia de Barros), fal. 29.05.1826 na Lapa/ PR. Informações obtidas em Luiz Antônio Alves – Antônio Ferreira Amado.
N4. Francisco das Chagas Machado casou com Emília Antunes Ribas, filha de Antônio Antunes da Costa e Ana Maria Ribas Antunes. Os avós paternos de Emília foram Salvador Antunes da Costa  e Maria da Glória Ribas Antunes. Seus avós maternos foram Joaquim Mariano Ribeiro Ribas e Maria Rita Ferreira Bueno.        
N5. Antônio Avelano dos Santos Machado casou em Cruz Alta/RS a 22.6.1912 com Olga Porciúncula, filha de Félix (Feliz) Antônio Xavier da Porciúncula[13], fal. aos 89 anos, a 31.3.1936 em Cruz Alta, e de Maria Eugênia Gonçalves, fal. Cruz Alta /RS aos 76 anos, a 28.7.1928. Os avós paternos de Olga foram Antônio Antunes Xavier da Porciúncula e Porfíria Gonçalves da Porciúncula. Seus avós maternos foram Silvestre Nunes Gonçalves Vieira e Florinda Joaquina Gonçalves.
F6. FRANCISCO CHAGAS MACHADO, n. em torno de 1849. Casou com Emília Antunes Ribas, filha de Antônio Antunes da Costa e Ana Joaquina de Oliveira Ribas. Seus avós paternos foram Salvador Antunes da Costa (n. São Paulo e fal. em Santo Ângelo/RS) e Maria da Gloria Ribas Antunes (n. Paraná e falecida em Santo Ângelo/RS). Seus avós maternos foram o guarda-mor Joaquim Mariano Ribeiro Ribas[14] e Rita Ferreira Bueno. Francisco e Emília foram pais de 3 filhos localizados.
N1. Mário Machado
N2. Tancredo Machado
N3. Mariquinha Machado
F7. CANDELÁRIA DEMÉTRIO MACHADO (Candelária Maria da Paixão), n. em torno de 1850. Casou com José Pinto Ribeiro, ambos faleceram antes de 1896, filho de Manuel Pinto Ribeiro e Ana Maria de Jesus. O casal de Candelária residiu em Cruz Alta/RS. Pais de seis filhos localizados:
N1. Carlota Ribeiro Machado c/c Manoel Teófilo Batista. Moradores de Tibagi/Paraná.
N2. Luçudina Ribeiro Demétrio c/c o tio Demétrio Machado, moradores em Palmeira/RS.                 
N3. Cândida Ribeiro Machado moradora de Tibagi/Paraná.
N4. Clara Ribeiro Machado c/c Antônio Joaquim das Dores. Moradores de Tibagi/Paraná.
N5. Carmelinda Ribeiro Machado c/c Ubaldino Pinto Ribeiro. Moradores de Tibagi/Paraná.
N6. Diógenes Ribeiro Machado morador de Tibagi/Paraná.
F8. DEMÉTRIO MACHADO, n. em torno de 1856, c/c a sobrinha Luçudina Ribeiro Machado. Moradores em Palmeira das Missões/RS. Pais de 4 filhos localizados:
N1. Máximo Machado
N2. Ana Machado
N3. Ataliba Machado
N4. Lodário Machado
F9. MARIA AMÉLIA DEMÉTRIO MACHADO, bat. 1855 em Cruz Alta. Casou em Palmeira das Missões/RS, lugar denominado São Jacob, com o tenente-coronel Alfredo Pinheiro Machado, n. 1847, São Paulo e morador de Santo Ângelo/RS e depois de São Luiz Gonzaga/RS, filho de Antônio Gomes Pinheiro Machado (n. 23.1.1819, Sorocaba/SP e fal. 21.9.1874 em Santo Ângelo/RS) e Maria Manoela de Oliveira Ayres. Os avós paternos de Alfredo foram o Cap. José Gomes Pinheiro Velloso e Ana Florisbela Machado de Oliveira Vasconcellos.  Seus avós maternos foram Tte-Cel. Salvador de Oliveira Ayres[15] e Ana Vieira Ayres. Maria Amélia e Alfredo foram pais de 7 filhos: Orlando, Venâncio, Paulina, José, Maria do Rosário, Anita e João Alfredo.
N1. Orlando Pinheiro Machado, n. 10.9.1889, Santo Ângelo/RS. Casou-se em 1913, Santo Ângelo/RS, com Adelaide do Prado Marques, n. 12.8.1889, filha de João do Prado Marques e Maria Fuchs. Os avós paternos de Adelaide foram José Marques Arzão e Maria Antônia de Jesus. Seus avós maternos foram filha de Pedro Fuchs e Catharina Zimmermann.
N2. Venâncio Pinheiro Machado, fal. aos 27 anos, Santo Ângelo/RS a 25.4.1912, onde casou aos 26 anos, em 1911, com Aura Celia Beck[16], n. 6.8.1892, Santo Ângelo/RS, filha do Cap. Matheus Beck e Anna Lied Beck. Os avós paternos de Aura Célia foram filho de André Beck e Isabel Beck. Seus avós maternos foram Jacob Lied e Maria Catharina Lied.       
N3. Paulina Pinheiro Machado
N4. José Pinheiro Machado
N5. Maria do Rosário Pinheiro Machado, fal. 27.3.1907, São Luiz Gonzaga/RS, pelo seu marido Pedro Amálio Leães, fal. no mesmo dia, filho de Antônio Soares Leães[17], falecido a 29.6.1900, São Borja (inventário autuado em São Luiz Gonzaga/RS – Arquivo Público do RS) e Beatriz Cândida Leães. Sem filhos.
N6. Anita Pinheiro Machado
N7. João Alfredo Pinheiro Machado
F10. ANA DEMÉTRIO DE OLIVEIRA, n. em torno de 1858. Casou com Jósimo Eleutério dos Santos. Pais de:
N1. Inácio Eleutério dos Santos Neto, n. cerca de 1890, São Paulo (ou Palmeira? Casou em Cruz Alta/RS em 1905 com Anita Claverie, filha de João Teófilo Claverie e de Ana Fernandes.
F11. CARLOTA DEMÉTRIO DE OLIVEIRA, n. 03.10.1860 em Campo Novo (Cruz Alta). Casou com Matheus Beck Sobrinho, n. 20.2.1865, filho de Jacob Beck (v. família Beck neste blog) e Emília Heim.  Carlota e Matheus moradores em Cruz Alta/RS, foram pais de 8 filhos: Gomercindo, Ernestina, Horizontina, Emília, Antônio, João, Ana Elisa e Oswaldo, que seguem:
N1. Gomercindo Demétrio Beck, n. 8.11.1895 em Cruz Alta/RS. Casou em 1926, São Miguel das Missões, com Maria da Conceição Pereira, n. 1.7.1902 em São Luiz Gonzaga/RS ou São Miguel das Missões, filha de Joaquim Nunes Pereira, n. 25.11.1868 e Maria Francisca de Menezes Pereira n. 9.5.1872, moradores no 3º distrito de Santo Ângelo.
N2. Ernestina Demétrio Beck, n. 12.7.1889, Santo Ângelo/RS, onde casou em 1914 com Juvenal do Prado Marques, n. 2.1.1887, 1º distrito de Santo Ângelo/RS, filho de João do Prado Marques[18] e Maria Fuchs. Os avós paternos de Juvenal foram José Marques de Arzão e Maria Antônia de Jesus. Seus avós maternos foram Pedro Fuchs e Catharina Zimmermann.
            N3. Horizontina Demétrio Beck, n. 5.3.1905 em Santo Ângelo/RS, onde casou em 1927 com Francisco Corrêa Taborda, n. 10.7.1900 no 2º distrito de Santo Ângelo/RS, filho de João Corrêa Taborda, n. 24.6.1862 e Felipa Taborda, n. 4.9.1874 moradores de Santo Ângelo/RS.
N4. Emília Demétrio Beck c/c Guilhermino Albrecht, filho de João Jacob Albrecht, fal. 11.8.1892 em Santo Ângelo/RS e Carolina Albrecht Sonnet, fal. 28.12.1886, Santo Ângelo/RS (ver famílias Albrecht e Sonnet neste blog).
            N5. Antônio Demétrio Beck casou em 16.11.1912 com Adelina do Prado Marques, n. 22.9.1891 em Santo Ângelo/RS, filha João do Prado Marques e Maria Fuchs. Seus avós paternos foram José Marques de Arzão e Maria Antônia de Jesus. Seus avós maternos foram Pedro Fucks e Catharina Zimmermann Fucks. Pais de 2 filhos localizados: Hilda e Alani.
            N6. João Demétrio Beck c/c Maria do Prado Marques.
N7. Ana Elisa Beck, n.15.4.1903 em Santo Ângelo/RS, onde casou em 1922 com Aristóteles Castanho, n. 4.5.1896, Bagé/RS, filho de Aniceto Gomes Castanho[19], n. 17.4.1867, Rio Grande/RS e Celina da Silva Castanho, n. 23.5.1863, Rio Grande/RS.
N8. Oswaldo Demétrio Beck casou aos 25 anos, a 27.1.1917 em Santo Ângelo/RS com Olinda Cassel Albrecht, n. 19.2.1899, Santo Ângelo/RS, filha de Júlio Albrecht e Ernestina Cassel. Os avós paternos de Olinda foram João Jacob Albrecht e Carolina. Seus avós maternos foram João Cassel e Ana Biermann.
F11. JOSÉ DEMÉTRIO DE OLIVEIRA, não consta no inventário paterno, fazendo presumir tenha falecido antes.
F12. CLARINDO DEMÉTRIO DE OLIVEIRA, não consta no inventário paterno, fazendo presumir tenha falecido antes.


Fontes:
- ALVES, Luiz Antônio -– Antônio Ferreira Amado. Disponível em
- Arquivo Histórico da Cúria de Santo Ângelo: Livros de matrimônios, nascimentos e óbitos.
- Arquivo Público do RS: inventários, testamentos, Habilitações para casamentos, Livros de Notas.
- Centro de História da Família - Igreja dos mórmons. Microfilmes Registros Civis de Santo Ângelo/RS, São Miguel/RS, Sorocaba/SP, São Borja/RS – registros on-line.
- DOMINGUES, Moacyr, Antigas Famílias Patrulhenses, in BARROSO, Vera Lúcia Maciel, (Org) – Presença Açoriana em Santo Antônio da Patrulha. Porto Alegre, EST Edições,1997.
- Jornal A Federação.  Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=388653&pesq=Dem%C3%A9trio%20Machado
- NETO, João Simões Lopes - A família Mateus de Oliveira em - http://mitoblogos.blogspot.com.br/2011_03_06_archive.html
- NUNES, Cláudio Pereira. Genealogia Tropeira- RS sec XIX e XX. Disponível em http://www.genealogiacorrea.com.br/GENTROP7.pdf
- Prefeitura Municipal  de Palmeira das Missões – Disponível em:  http://www.palmeiradasmissoes-rs.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=10&Itemid=13
- Revista Genealógica Latina – Homenagem a Itamar Bopp.






[1] Miguel de Freitas Vieira e Antônia Mariana foram pais de 12 filhos:
1. Maria dos Prazeres Pimentel c/c Jerônimo Vieira de Oliveira, moradores no 5º distrito de São Borja/RS.
2. João de Freitas Pimentel c/c Rita Maria Ferreira, moradores de Cruz Alta/RS.
3. Antônio de Freitas Pimentel c/c Francisca Maria da Conceição, moradores no 5º distrito de São Borja/RS..
4. Fortunata Vieira Pimentel, n.1834 São Borja/RS, c/c Amâncio Demétrio Machado, moradores de Passo Fundo/RS.
5. Ana de Freitas Vieira c/c Ângelo Máximo Borges Vieira, moradores 5º distrito de São Borja/RS.
6. Belisário de Freitas Pimentel c/c Apolinária de Oliveira Machado, moradores 5º distrito de São Borja/RS.
7. Inácia de Freitas Pimentel c/c Carlos Marcorff (?) moradores São Borja/RS.
8. Leopoldino de Freitas Pimentel c/c Maria Francisca Ribeiro de Arruda. 1 filha.     
9. Valeriano de Freitas Pimentel/Vieira morador 5º distrito de São Borja/RS.
10. Maria das Dores c/c Francisco Manoel dos Passos Junior, moradores 5º distrito de São Borja/RS.
11. José de Freitas Vieira faleceu antes da mãe.
12. Clarindo faleceu antes da mãe.
[2] Antônio Veríssimo e Isabel foram pais:
1. Josefina Pereira Veríssimo c/c Manuel Alves da Silva.
2. Honorina Pereira Veríssimo c/c Ten. Cel. Domiciano Joaquim Ribeiro.
3. João Pereira Veríssimo c/c a sobrinha Lídia Veríssimo Demétrio Machado.
4. Sofia Pereira Veríssimo c/c João Demétrio Machado.
5. Olivério Veríssimo da Fonseca c/c Anita Amaro da Silva.
[3] Manuel Veríssimo da Fonseca e Quitéria foram pais de:
1. Domingos Veríssimo da Fonseca c/c Mariana Lucas Annes (ascendentes do Gal. Firmino Machado e Érico Veríssimo)
2. Joaquim Veríssimo da Fonseca c/c Joana Batista de Almeida Pilar.
3. Ana Veríssimo da Fonseca c/c Francisco Antônio Alves.
4. Senhorinha Veríssimo da Fonseca c/c José Lopes da Silva.
5. Faustina Veríssimo da Fonseca
6. Maria Veríssimo da Fonseca c/c Caetano Pereira da Motta.
7. Antônio Veríssimo da Fonseca c/c Isabel Rodrigues Pilar de Apiaí.
[4] Antônio R. Pereira e Laurentina foram pais:
1. Vidal Pilar
2. Saturnina Joaquina do Pilar c/c Ten. José Lopes da Silva.
3. Isabel Rodrigues Pilar de Apiaí c/c Antônio Veríssimo da Fonseca.
[5] Pedro Bonini e Maria foram pais:
1. Luciano Bonini c/c Iracema Demétrio Machado.
2. Almália Bonini
[6] Osório e Brasilina foram pais de 2 filhas localizadas:
1. Adalgisa de Castro c/c Antônio Demétrio Machado
2. Zelina n. 10.5.1898 Cachoeira do Sul/RS.
3. Maria Rodrigues de Castro c/c Antero Demétrio Machado.
[7] Emílio e Isabel foram pais de:
1.  José Carlomagno
2. Angelita Carlomagno c/c Diniz Rodrigues Dias Neto, filho do Cap. Diniz Dias Filho e Elvira
3. Tobias Carlomagno
4. Vitor Carlomagno
5. Francisco Carlomagno c/c Henedina Chiapetta Carlomagno, moradores  Ijúí/RS.
[8] José Carlomagno e Ângela tiveram, no mínimo, os filhos: Emílio Carlomagno (c/c Isabel Pincetta), Donato Carlomagno e Domingos Carlomagno (c/c Maria).
[9] Em 1908 pertencia ao município de Palmeiras. 
[10] João dos S. Paiva e Felicidade Cândida foram pais de no mínimo:
1. Cândida dos Santos Paiva c/c Ubaldino de Oliveira Machado.
2. Ninfa dos Santos Paiva bat. 24.3.1832 Madre de Deus, Porto Alegre/RS c/c Joaquim de Faria Corrêa.
[11] João dos S.Paiva e Claudiana Eufrásia foram pais:
1. João dos Santos Paiva n. Porto Alegre/RS, c/c Felicidade Cândida Gomes.
2. Cândido dos Santos Paiva n. 5.12.1813 e foi bat. 18.12.1813 Triunfo/RS.
3. Cândida dos Santos Paiva n. 22.1.1819 bat. 6.2.1820 Mãe de Deus, Porto Alegre/RS.
4. Deolinda dos Santos Paiva n. 21.3.1822 Porto Alegre, bat. 14.4.1822 Porto Alegre/RS.
5. Joaquim dos Santos Paiva n. c. 1825 Porto Alegre/RS.
A ascendência de Claudiana Eufrásia pode ser encontrada em DOMINGUES, 1997, p.100.
[12] A família Mateus de Oliveira pode ser pesquisada em NETO, João Simões Lopes.
[13] Felix Antônio e Maria Eugênia foram pais:
1. Celsalina Porciúncula c/c Ajacio João Poester.
2. Adalgisa Porciúncula c/c Antônio Francisco de Oliveira.
3. Alda Porciúncula c/c Antônio José Sampaio.
4. Olinto Porciúncula
5. Achyles Porciúncula
6. Olga Porciúncula c/c Antônio Avelaneda Machado.
7. Cecília Porciúncula c/c Álvaro Prates da Silveira.
8. Mario Porciúncula c/c Florina Oliveira Porciúncula.
[14] Sgt. Mor Joaquim Mariano Ribeiro Ribas b. cerca 1764 e f. 13.5.1836 Curitiba/PR e Maria Rita Ferreira Bueno f. 27.7.1850, foram pais:
1. João Batista de Oliveira Ribas c/c Palmeria Emiliana Amália França.
2. Américo de Oliveira Ribas n. Curitiba, fal. 28.10.1876 Júlio de Castilhos/RS, c/c Curitiba/PR com Josefa de Almeida Silva, b. em Castro/PR e f. 3.4.1847, Júlio de Castilhos/RS e em 2º matrimônio com Petrona Maria Machado..
3. Marcelino de Oliveira Ribas faleceu antes de 1876, sem descendentes.
4. Felisberto de Oliveira Ribas c/c Carlota Carolina de Sá ?
5. Candido de Oliveira Ribas – viveu no RS.
6. Joaquim Manoel de Oliveira Ribas viveu em Palmeiras /PR c/c Maria Ferreira de Sá.
7. Serafim de Oliveira Ribas casado em 27.9.1834, Palmeira/PR, com Mariana de Siqueira Moraes, filha de Antônio Joaquim de Camargo e Matilde Umbelina da Gloria.
8. Cel. Antônio de Oliveira Ribas c/c Rufina Mauricia de Sá.
9. Rita de Oliveira Ribas c/c Norberto ou Nolasco Nunes Barbosa e com Antônio dos Santos Pinheiro (dúvida neste 2º matrimônio).
10. Gertrudes de Oliveira Ribas c/c Antônio dos Santos Pinheiro.
11. Francisca de Paula de Oliveira Ribas c/c José Ferreira Pinto de Azevedo Portugal.
12.  Anna Maria/ Joaquina de Oliveira Ribas c/c Antônio Antunes da Costa.
13. Severino de Oliveira Ribas n.1846 e faleceu antes de 1876, sem descendentes.
[15] Ver família de Manuel Vieira e Esperança Vieira.
[16] Aura Celia Beck casa aos 22 anos em 1914, com Sergio Gonçalves Leite 28 anos, filho de João Gonçalves Leite e Ana Bonnes Leite, moradores município de Palmeira/RS.
[17] Antônio e Beatriz foram pais:
1. Maria Honorina Leães  c/c Quintino Gonçalves dos Santos.
2. Vitor Manoel Soares Leães
3. Josefina Soares Leães
4. Ermelinda Soares Leães
5. Pedro Amalio Leães
6. Leonor Leães c/c José de Almeida Lencina.
7. Mercedes Soares Leães
[18] João do Prado Marques e Maria Fuchs foram pais:
1. Juvenal do Prado Marques c/c Ernestina Demétrio Beck.
2. Adelaide do Prado Marques c/c Orlando Pinheiro Machado.
3. Adelina do Prado Marques c/c Antônio Demétrio Beck.
4. Horácio do Prado Marques c/c Henriqueta de Oliveira.
5. Aparício do Prado Marques c/c Raquel Gomes da Silva.
6. Aristides do Prado Marques c/c Ema Dable.
7. Maria do Prado Marques c/c João Beck.
8. Esmerilda do Prado Marques c/c Diniz Corrêa de Almeida.
[19] Aniceto Gomes Castanho e Celina da Silva Castanho (moradores em Passo Fundo/RS), foram pais de, no mínino:
1. Aristóteles Castanho c/c Ana Elisa Beck.
2. Leston Gomes Castanho c/c Lindóia Antunes Fernandes.
3. Abelardo Castanho c/c Maria Antunes Fernandes.
4. Judite Castanho c/c Roberval Castanho. 

Nenhum comentário: