quarta-feira, 1 de maio de 2013

Poloneses no RS: a habilitação de casamento como fonte da pesquisa genealógica - Veranópolis (II)


Poloneses no RS: a habilitação de casamento como fonte da pesquisa genealógica - 
Veranópolis (II)
autoria de Diego de Leão Pufal
[dúvidas, acréscimos e correções, escreva para diegopufal@gmail.com]


[Esta publicação pode ser utilizada pelo(a) interessado(a), desde que citada a fonte: PUFAL, Diego de Leão. Poloneses no RS: a habilitação de casamento como fonte da pesquisa genealógica - Veranópolis (II)in blog Antigualhas, histórias e genealogia, disponível em http://pufal.blogspot.com.br/] 

    Em agosto de 2008, quando da edição da IV Revista do CEKAW (http://www.poloniapoa.org/revista.php), publiquei parte das habilitações de casamento autuadas no antigo município de Alfredo Chaves, hoje Veranópolis, dizente aos poloneses, alemães e russos, cujos processos encontram-se sob a guarda do Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul (APERS).
Esses processos trazem importantes informações à pesquisa genealógica, especialmente pela necessidade de os pretendes apresentarem algum documento original de seu nascimento ou testemunhas que pudessem suprir-lhe a falta.
Assim, reproduzo o artigo “Fontes para a genealogia: o processo de habilitação de casamento (III) – Veranópolis (Alfredo Chaves)”, objetivando fomentar a genealogia e trazer informações aos que pesquisam as origens dos seus.

“Continuando a publicação dos processos de habilitação de casamento da colônia de Alfredo Chaves, atual município de Veranópolis – enquanto sede –, iniciada na Revista do CEKAW – Ano II – número 03, nesta transcreveremos os feitos correspondentes às letras “G” a “O” (caixas 29 a 31). Cumpre lembrar que as mencionadas habilitações encontram-se no Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul, sob o fundo n.º 29 (município de Vacaria), sendo que apenas trataremos aqui daquelas que dizem com os poloneses, apesar de qualificados como russos, austríacos ou alemães, em virtude do contexto histórico da época. Além disso, afora os dados constantes nos próprios processos, acrescemos a eles, em letra menor e entre colchetes, informações retiradas de dois livros: Povoadores das Colônias Alfredo Chaves, Guaporé e Encantado (Porto Alegre: EST, 1997) e Etnias de Alfredo Chaves (Porto Alegre: EST, 2000), na mesma sistemática do artigo anterior.
"[I-]" referem-se ao livro Povoadores das Colônias Alfredo Chaves, Guaporé e Encantado, de Rovílio Costa e outros, com a respectiva página, p. ex. [Ip.928].
"[II-]" referem-se ao livro Etnias de Alfredo Chaves, com a respectiva página, p. ex. [II-p. 25].
No mais, vale recordar as abreviaturas utilizadas:
“aut.” para data de autuação do processo; “n.” para nascido(a); “nats.” para naturais; “prov.” para província; “res.” para residente; “AC” para Alfredo Chaves; “fal.” para falecido(a), bem como as referências feitas a outros casais com provável ou efetivo parentesco com aqueles que estavam casando – por exemplo: [vide acima/abaixo ...] – , podendo se referir à publicação passada, presente ou futura.
Passemos, assim, a analisar os processos:

- GAIESKI, André e MASOKIEWICZ, Mariana – aut. 22-10-1896. Ambos solteiros, nats. Polônia. Ele n. 19-09-1870, na prov. de Varsvia (sic), agricultor, filho de Michal Gaieski e Katarina Graboski, esta. fal. na Polônia e aquele aqui res. Ela n. 22-01-1871, prov. de Plocka, filha de Félix Masokiewicz e Leonora Wezlicki, esta. fal. na Polônia e aquele aqui res. Casaram em 12-11- 1896, AC. (cx. 29)
- GERN, Carl e AMBOLT, Luiza – aut. 05/1891. Ele viúvo, res. em AC (lote 38, 9ª seção), marujo, filho de Carl Ernst Eduard Gern e Maria, ambos fal. em Sachsen, Alemanha. Ela solteira, aqui res. (lote n.º 28 da 9ª seção), filha de Georg Ambolt e Johana, res. em Kawna, Rússia. Consta o passaporte dela em russo datado de 1889 e uma certidão em alemão do óbito da primeira mulher de Carl: Johanne Christiane Gern, fal. 01-03-1884 em Bramsche, com 34 anos, evangélica, n. 22-04-1849, Bramsche, casada com Carl Ernst Eduard Gern, filha de Gerhard Hansel e Elise Büde, de Bramsche. Casaram em 23-05-1891, AC. (cx. 29) [Carl Gern, 37 anos, chegou AC 1890 (I-p. 795); Luisa Ambolt chegou em 1890 AC (I-p. 584)]
- GOCLAWSKI, Ignacy e SOKOLOSKA, Rozalia - aut. 25-01-1895. Ambos solteiros, nats. Rússia, Gubernia Plock, aqui res. Ele agricultor, filho de José Goclawski e Teófila Olszewska, aqui res. Ela filha de Ludwig Sokolowski (ou Sokoloski) e Katarzyna Zembrzoska, aqui res. Constam dois documentos em russo, um passaporte e uma certidão de nascimento. Casaram em 14-02-1895, AC. (cx. 29) [GOCLAWSKI, Ignácio, f. de José e Teófila Olseska, c. a 8-10-1894 com Rosália Sokoloski, f. de Ludovico e Catharina Zemzuska, poloneses (Capela de Nova prata, lv. 1-5v) (I-809)]; [vide abaixo: LEDUC, Louis e GOCLAWSKA, Rozalia]; [Ludwig Sokoloski, 40 anos, casado, católico, russo, entrou na prov. em 1891, res. na Linha General Osório em AC, juntamente com a mulher Catherina, 38 anos, russa e as filhas: Rosália, 14; Branislaw, 12, Nastasia, 7 anos, solteiras, russas (II-p. 236)]
- GODZAMSKI, Theofil e LEVANDOSKA, Mariana - aut. 05/1891. Ele solteiro, agricultor, res. AC (lote n.º 14 da 9ª seção), filho de Lukarz Godzamski e Theofila, res. em Gubernia Plock, Rússia. Ela solteira, res. em AC (lote n.º 16 da 9ª seção), filha de Joseph Lewandoski/Levandoski e Francisca, já fals. na Rússia em Gubernia Plock. Constam as certidões de nascimento de ambos em russo. Não há referência à data de casamento. (cx. 29)
- GOLEMBIESKI, Francisko (Franciszek) e LORENTA, Josefa – aut. 16-08-1895. Ele solteiro, n. Polônia, analf., aqui res., filho de Woyciech Golembieski e Antonina, res. em AC. Ela n. Polônia, filha de Theofil Lorenta e Rosália, esta aqui res. e aquele aqui falecido. Constam as certidões de nascimento de ambos em russo. Casaram em 02-09-1895, AC. (cx. 29) [GOLEMBIEWSKI, Woseck, 64, e Antônia, 45, Franz, 12, Eleonara, 13, chegaram AC 1890 (I-p. 809); vide abaixo KOWALSKI, Jan e GOLEMBIESKA, Leonora; PALINKSI, Ignácio e LORENTA, Victoria]
- GRZYBOSKI, André e PROHOWSKA (ou Prochowska), Catharina- aut. 12-12-1896. Ambos n. Polônia. Ele agricultor, viúvo de Bárbara Glowacky (fal. 30-05-1891, AC), filho de Antoni Grzybowski e Maryanna Makoumow, ambos fals. na Polônia. Ela solteira, n. 15-06-1864 na prov. de Kalisz (foi declarante o seu irmão Mikoty Prochowski), filha de Idzi Prochowski e Franciszka, esta fal. Polônia e aquele lá res. Casaram em 31-12-1896, AC. (cx. 29) [GRZYBOSCHI, Andréa, f. de Antônio e Marianna Machicosca, 55 anos, viúvo, c. a 5-2-1899 com Caterina Zukoschi, f. de Adamo e Mariana, 51 anos, poloneses (paróquia de AC, lv. 1-92) (I-p.818)]
- HABOWSKI, Mathias e JASNOCH, Mariana – aut. 07/1891. Ele viúvo de Marianna Gwisdall (fal.13-05-1891, com 41 anos, n. Prússia, filha de Ignatz Gwisdoll e Eva, deixou cinco filhos: Ignatz, com 13 anos, Tuartario, 11, Silava, 9, Stefan, 4; Suzana, 2 anos, sepultada no cemitério da 4ª seção de Santa Bárbara, onde morava), agricultor,  res. em AC (4ª seção de Santa Bárbara, lote n.º 33), filho de Stefan Habowski e Mariana, falecidos em Wilgard, Prússia. Ela viúva, agricultora, res. em AC (8ª seção margem direita do Rio das Antas, lote n.º 51), filha de Marcij Jasnoch e Josephina, fals. em Kensza, Prússia. Mariana teve que justificar a idade por ter extraviado os documentos, quando declarou contar (em 1891) com 45 anos, viúva, n. Prússia, o que confirmado pelas testemunhas: João Reschke, n. Prússia, casado, com 23 anos, res. AC, que declarou conhecê-la há oito anos; Joseph Stormowski, n. Prússia, casado, aqui res., com 30 anos, disse conhecê-la há sete anos. Constam duas certidões de óbito de dois homens, uma do primeiro marido de Mariana: a primeira de Albert Ziger (fal. na 8ª seção de AC em 08-02-1888, deixando a viúva e seis filhos menores); a segunda de Andrzey Ruszcrik (fal. 05-05-1891, com 40 anos, n. Prússia, res. AC, deixou oito filhos: Marciro, 18 anos; Katarzyna, 16 anos; Pavel, 15; Stanislav, 10, Leonor, 7, Casemira, 5, Josepha e José, três anos, foi declarante a viúva Marianna Vrolodzeisska?). Casaram em 30-07-1891, AC (cx. 29) [(I-p. 823)]
- JAKUBOSKI, Francisko e KARMIRCZAK, Marciana – aut. 17-08-1895. Ambos n. Polônia, aqui res. Ele agricultor, viúvo de Alexandra (fal. 20-05-1891, AC), filho de Jan Jakuboski e Anna, fals. na Polônia. Ela solteira, filha de Maciej Karmirczak e Teófila, fals. na Polônia. Constam as certidões de nascimento de ambos em russo. Há uma justificação para provar a morte da primeira mulher de Francisco, na qual foram testemunhas: Michal Koprowski, 47 anos, casado, sapateiro, n. Polônia, morador na 7ª seção oeste de AC – declarou que a mulher de Francisco, Alexandra Mondzeleski, faleceu cerca de 4 anos no barracão da 7ª seção, 2ª série oeste de AC, com 20 anos, filha de Maczej Mondzeleski e Antônia; Jan Kowalski, 20 anos, solteiro, agricultor, n. Polônia, prov. de Plocka, morador na 7ª seção. Casaram em 02-09-1895, AC. (cx. 29) [Jakuboski, Franceseck, 25; Antônia, 50; Alexandria, 20, chegaram AC 1890 (I-p. 826)]
- JANCSESKI, Piotr e JANIAK, Katarzyna – aut.14-01-1893. Ele viúvo de Helena Lubinecka (fal. no mar, em viagem do porto de Hamburgo para o Brasil em 08-05-1890 quando imigraram juntos para este Estado, conforme declarações de Jan Reschke e Morjon Aubecz?), agricultor, aqui res., filho de Bartolomei Janczeski e Mariana, esta aqui fal. e aquele aqui res. Ela viúva de Stanislau Sewianskoski ou Serianskoski (fal. de tifo a 02-05-1892, AC), aqui res., filha de Blasei Janiak e Rozalia, res. na Rússia. Consta um passaporte em russo. Não há indicação de quando se deu o casamento. (cx. 29) [Janzewski, Bartolomeo, 45, e Mariana, 50, Pioter, 21; Anton, 13, Valentina, 9; Anton, 21; Casemiro, 22; Jan, 27, chegaram em AC 1890 (I-p. 826)]; [Bartolomo Janschesi, 44 anos, viúvo, russo, entrou na prov. em 1891, res. na 4 seção, 2 série oeste ala norte de AC, juntamente com Pietro J., 22, solteiro; Antônio, 15 anos; Walentina, 10 anos, russos (II-p. 224)]
- JARUSZESKI, Jan e SZCZEPANSKI, Eva – aut. 03-02-1897. Ambos solteiros, n. Polônia. Ele n. 02-12-1873, prov. de Plocka, agricultor, filho de Francisco Jaruszeski e Kataryna Ozechowski, esta aqui fal. e aquele aqui res. Ela n. 18-11-1881, prov. de Pocka, filha de Walenty Szczepanski e Paulina Ciesinski, ambos aqui res. Casaram em 18-02-1897, AC. (cx. 29) [Jarocewski, Francis, 46 e Catarina, 32, Jan, 18; Stanislaw, 7; Anton, 9; Sophia, 6 meses, chegaram em AC 1890 (I-p. 826)]
- JAUER, Carl e MAICHOWICZ, Marianna - aut. 08-02-1897. Ambos viúvos, nats. Polônia. Ele agricultor, viúvo de Lígia (fal. 18-03-1891, AC, 34 anos, n. Rússia, filha de Andréas Heut ou Hent e Rozalia; deixou os filhos: Hermann, 11 anos, Augusta, 7 anos, Emília, 5 anos), filho de Carl Jauer e Rozalie Schmitke, ambos fals. na Polônia. Ela viúva de Konstanty Krengieleski (fal. 05-04-1888), filha de Jacob Maichowicz e Juliana, ambos fals. Polônia. Casaram em 22-02-1897, AC. (cx. 29) [Jauer, Carl, 38, da Rússia, e Seida, 33; Hermann, 11; Olga, 8; August, 6; Emilie, 4, chegaram em AC a 22-10-1890 (Ip. 826)]
- KAEPERWOSKI, Francisco e OLEJNIEKA, Stanislawa – aut. 22-09-1896. Ambos solteiros, nats. Polônia. Franciszek Kaeperowski, agricultor, filho de Samoel K. e Maryanna, res. na Polônia. Stanislawa Olejniceki, n. 17-05-1877, prov. de Kalisz, filha de Jan O. e Teofila Adamkiewicz, aqui res. Casaram em 06-10-1896, AC (cx. 30) [(Ip. 827); Jan Olenizak, 42 anos, Teófila, 40; Stanislawa, 13; Mariana, 10; Josefa, 8; Valentina, 5, chegaram em AC 1890 (I-p. 899)]
- KALINOSKI, Antoni e ZIOLKOSKA, Elzbieta – aut. 10/1891. Antoni Kalinoski viúvo, agricultor, aqui res. (lote 56 da 4ª seção), filho de Wanrzgniec Kalinoski e Marianna, ambos res. em Gubernia Kalisz, Rússia. Ela solteira, menor de 21 anos, filha de Ignaci Ziolkoski (I-p. 827, refere como sendo Ignaci Kiolkowski) e Zuzanna, aqui res. (lote 60 da 4ª seção). Constam as certidões de nascimento de ambos em russo. Casaram em 03-11-1891, AC. (cx. 30) [Anton Kalinowski, 22 e Josefa, 25, chegaram em AC 1890 (I-p. 827)]; [Anton Kalimoski, 25 anos, casado, católico, russo, entrou na prov. em 1891, res. na 4 seção, 2 série oeste ala norte de AC com a mulher Elisabetha, 16 anos, católica, russa (II-p. 225)]
- KISZEL, Stanislaw e MARUSZESKA (também Maruszieska), Stanislava – aut. 22-03-1895. Ambos solteiros, nats. Polônia, aqui res. Ele agricultor, filho de Szimon Kiszel e Marianna Zeganeska, aqui res. Ela filha de Piotr Maruzeski e Marciana Zlotopolska, aqui res. Constam um passaporte em russo e uma certidão de nascimento na mesma língua. Casaram em 08-04-1895, AC. (cx. 30) [Paolo Kisel, filho de Simone e Maria Jezoseski, 24 anos, morador em Mussum, n. na Polônia Russa, casou a 8-2-1908 com Maria Guazzi, filha de Alberto e Josefa Casinski, n. em AC a 28-11-1891, na capela de Nova Prata. Juliano Kisel, irmão de Paolo, 19 anos, casou a 30-6-1895 na Capela de Nova Prata com Vanda Koproska, filha de Francisco e Mariana Blaskiewicz, 16 anos, poloneses (I-828)]; [Piotre Marusceski, 52 anos, casado, católico, russo, entrou na prov. em 1891, res. na Linha General Osório em AC, juntamente com Mariana, 51 anos, casada, Weronika, 24 anos, casada, Stanislawa, 18 anos, solteira, russas (II-p. 239)]
- KOSLOSKI, Antoni e KILINSKA, Marciana – aut. 22-10-1892. Ele viúvo de Antônia Jakubowski (fal. em viagem de Hamburgo para o Rio de Janeiro, conforme declarações de testemunhas), agricultor, res. na linha General Osório n.º 55, AC, filho de Stanislaw Kosloski e Eva, ambos fals. Na Rússia. Ela solteira, res. na mesma linha, filha de Piotr Kilinska e Mariana, ambos fals. na Rússia. Constam as certidões de nascimento de ambos em russo. Casaram em 17-11-1892, AC. (cx. 30) [Antoni Kosloski, 27 anos, casado, católico, russo, entrou na prov. em 1891, res. na Linha General Osório em AC, juntamente com Mariana Kosloski, 25 anos, casada, russa (II-p. 239)]
- KOSMANN, Martin e KRÜGER, Augusta – aut. 21-09-1896. Ambos solteiros, nats. Rússia, aqui res. Ele maior de 21 anos, agricultor, filho de Michael Kosmann e Maria Berndguete Rontzt, fals. em AC. Ela n. 24-10-1873 na prov. de Wolynska Zytomierska, filha de Jacob Krüger e Karoline Blünke, esta aqui res. e aquele fal. na Rússia. Casaram a 14-10-1896, AC. (cx. 30) [Michael Kosmann, 55, da Rússia, e Marie, 45; Martin, 22; Gustav, 12; Friederick, 8 anos, chegaram em AC a 22-10-1890 (I-p. 829)]; [Martin Kossman, 23 anos, casado, russo, entrou na prov. em 1890, res. na 4 seção, 2 série oeste ala norte de AC, juntamente com a mulher Auguste, 18 anos, russa, e Gustav Kossman, 15 anos, solteiro, Friedrich Kossman, 11 anos, solteiros, russos (II-p. 223)]
- KOWALSKI, Jan e GOLEMBIESKA, Leonora – aut. 16-08-1895. Ambos solteiros, nats. Polônia, aqui res. Ele n. 19-06-1874, prov. de Plocka, agricultor, filho de Marcin Kowalski, já fal., e Rozalia, aqui res. Ela filha de Wajciech Golembieski e Antonina, aqui res. Consta uma certidão de nascimento em russo. Casaram em 02-09-1895, AC. (cx. 30) [vide JAKUBOSKI, Francisko e KARMIRCZAK, Marciana; acima: GOLEMBIESKI, Francisko (Franciszek) e LORENTA, Josefa]; [GOLEMBIEWSKI, Woseck, 64, e Antônia, 45, Franz, 12, Eleonara, 13, chegaram AC 1890 (I-p. 809)]
- KOZAK, Nikolay e CZYZ, Mariana – aut. 11-12-1895. Ambos solteiros, nats. Áustria. Ele n. 23-09-1876 na prov. Livin (?), agricultor, filho de Maksym Kozak e Zofia Brunka, esta aqui res. e o outro aqui fal. Ela n. 12-04-1878 na prov. de Livin(?), filha de Teodor Czyz e Orezka Tonaspal, aqui res. Casaram 28-12-1895 (cx. 30) [Maksin Kozak, 62 e Sofka, 42; Eudocia, 19; Mickal, 12; Paolo, 9; Anastácia, 6; Iacko, 3, chegaram AC 1891 (I-p. 830); Fedko Czyz, 37, e Oryska, 31; Maria, 12; Ana, 8; Hilko, 4; Lulko, 3; Sanko, 30, chegaram em AC em 1891 (I-p. 719)]; [vide acima: DRAPSKI, Jan e KOZAK, Eva]; [Sofka Kosack, 32 anos, viúva, católica, austríaca, entrou na província em 1891, res. na 4 seção, 2 série oeste, ala norte de AC, juntamente com: Ewa Kosack, 19, solteira; Nicolai, 15; Michael, 12, Paul, 9, Nastácia, 6 e Jackceck Kosack, 3 anos, todos austríacos (II-p. 226)]
- KRZYZANOWSKI, Wladislaw e STEMPCZINSKA, Mariana – aut. 24-08-1895. Ambos solteiros, nats. Polônia. Ele agricultor, filho de Jan Krzyzanowski e Katarzyna Bejza, esta fal. e aquele aqui res. na 4ª seção, 2ª série oeste. Ela n. 02-04-1879 em Gubernia Kaliz, filha de Michal Stempczinski e Ludwika Kowalska, res. na mesma seção e série. Casaram em 07-09-1895, AC. (cx. 30) [Wladislao Krzyzanoski, filho de João e Catarina Bejzuw, casou a 22-4-1895 na Capela de Nova Prata (livro 1, p. 7v) com Marianna Stempcinska, filha de Miguel S. e Ludovica Kowalska, poloneses (I-p. 831); Michel Steinpzinski, 48; Ludowika, 46; Wladislaw, 20; Helena, 16; Maria, 14, chegaram em AC 1890 (I-p. 1008)]
- KUCSINSKI, Tadeusz e SOVIDERSKA, Eufrozina – aut. 20-02-1893. Ele viúvo de Anastácia Medokus (fal. há 4 anos, portanto, em 1889 em Uszni, Galizieu, Áustria), n. Galizieu, Áustria, filho de André K. e Rosalia, já fals. na Áustria. Ela solteira, n. Galizieu, Áustria, res. AC (4ª seção 2ª série oeste ala norte no lote 62), filha de Horasin Swiderski e Katarina, aqui res. Constam dois passaportes austríacos; um em nome de Tadeusz Kuczinski, n. 1864; o outro em nome de Horasym Swiderski, de Usznia, Galizieu, Áustria, n. 1842, juntamente com a esposa Kataryna Iniderska, n. 1846, Usznia; os filhos: Eufrozyna, n. 1872, Wladimir, n. 1874; Katarzyna, n. 1877, Wasyl, n. 1881; Teodozy, n. 1884 e Onefry (?), n. 1887 todos de Uzsnia. Casaram em 09-03-1893, AC. (cx. 30) [Harascin Svideroski, 48, da Áustria e Catarina, 45; Frusina, 19; Klodimir, 17; Catarina, 14; Kasil, 10; Teodor, 7, Onufry, 4, chegaram em AC 22-7-1891 (I-p. 1011)]; [vide acima: CZORNOBAJ, Michal e SOVIDERSKA, Katarina]; [Tadusch Kutshinski, 27 anos, viúvo, católico, austríaco, entrou na prov. em 1891, res. na 4 seção, 2 série oeste ala norte de AC (II-p. 227)]
Certidão de nascimento em russo
de Marcin Kujawa, de sua habilitação
de casamento.
- KUJAWA, Marcin e LAWNICZAK, Marianna – aut. 17-06-1895. Ambos solteiros, nats. Polônia, aqui res. Ele agricultor, filho de Antônio Kujawa e Rozalia Mederska, res. na 7ª seção, 2ª série oeste, AC. Ela filha de Marcin Lawniczak e Antonina Kaliska, res. na 4ª seção 2ª série oeste, AC. Constam as certidões de nascimento de ambos em russo. Casaram em 03-07-1895, AC. (cx. 30) [Martin Kujawa, filho de Antonio e Rosália Madenska, casou a 26-2-1895 na capela de Nova Prata com Mariana Zeawniczak, filho de Martin Z. e Mariana Lawniczak, todos poloneses (I-p. 831)]; [Marcin Lawnitschack, 42 anos, casado, católico, russo, entrou na prov. em 1891, res. na 4 seção, 2 série oeste ala norte de AC, juntamente com: Antonina, 40 anos, casada, Rosália, 16 anos, Mariana, 14, Catterina, 11 e Stanislawa, 8 anos, todas solteiras e russas (II-p. 225)]
- KUMUNSKI, Stanislaw e ZARICHTA, Florentina – aut. 18-07-1895. Ambos solteiros, nats. Polônia. Ele agricultor, res. na 7ª seção 2ª série oeste, filho de Josef Kumunski e Paulina Kulakoska, ambos fals. na Polônia. Ela res. na mesma seção, filha de Jacob Zarichta e Helena, ambos fals. na Polônia. Constam duas certidões de nascimento em russo. Casaram em 01-07- 1895, AC. (Cx. 30)
- LATREILLE, Elie e TOUCHOKI, Alexandra – aut. 05/1891. Ele solteiro, carpinteiro, aqui res., filho de Elis Latreille, res. em Dordougna, França, e Maria Alibert, fal. em Dordougna. Ela solteira, agricultora, res. em AC, lote 38, da 4ª seção, 2ª série leste, filha de Joseph Touchoki e Theofila Guclascha, aqui res. Constam a caderneta militar dele em francês (pertencia ao regimento de infantaria nacional de Brive Jusdu em junho de 1894, na qual consta que nasceu a 13-03-1864 em Lavilledieu, cantão de Cerrasson, departamento de Dordougna) e a de nascimento dela em russo. Casaram em 16-06-1891, AC (cx. 30)
- LEDUC, Louis e GOCLAWSKA, Rozalia – aut. 24-01-1895. Ele (Louis Joseph Leduc) professor, n. 14-10-1867, Aniches, França, solteiro, filho de Antoine Leduc, de Brillau de Aniches, e Celina Brillon, esta res. e aquele fal. na França. Ela n. Gubernia Plock, Rússia, filha de José Goclawski e Teófila Olszewska, aqui res. Constam as certidões de ambos, a dele em francês e a dela em russo. Casaram em 14-02-1895, AC. (cx. 30) [Leduc, v. I-p. 838]; [vide acima: GOCLAWSKI, Ignacy e SOKOLOSKA, Rozalia]
- MACIAK, Woiciech e SUSZEK, Francisca – aut. jul/1891 (o processo encontra-se equivocadamente na caixa 35). Ele solteiro, agricultor, res. no lote n.º 48, seção 8ª, na margem direita do Rio das Antas, filho de Pawel Maciak e Marianna, res. em Gubernia Plock, Rússia. Francisca era viúva de Carl Goldoch (fal. 08-05-1891 em AC, com 33 anos, n. Prússia, pais de duas filhas: Francisca, 4 anos, e Mariana, 2 anos), agricultora, res. em AC, colônia da 8ª seção, lote 43 na mesma margem do rio, filha de Jan Suszck/Suzek e Mariana, fals. na Rússia. Há uma justificação de idade de Francisca, na qual foram testemunhas: Simon Wons, n. Prússia, casado, 50 anos, que declarou conhecer Francisca há 32 anos; Carl Milka, n. Prússia, casado, 32 anos, declarou conhecê-la há sete anos. Há uma certidão de nascimento em russo. O casamento deu-se em 06-08-1891, AC. (cx. 35)
Certidão de nascimento ou batismo
em russo de Weronika Slusarek,
constante em sua habilitação de
casamento com Nicolau Mazkoski.
- MAZKOSKI, Nicolau e SZLUSSAREK, Weronika – aut. 18-07-1895. Ambos solteiros, nats. Polônia, aqui res. Ele res. 7ª seção, 2ª série oeste, agricultor, n. 20-11-1873, Garlin, Gubernia Plock, Polônia, filho de Stanislaw Mazkoski e Francisca Rapczinska, ambos fals. na Polônia. Ela res. na mesma linha, filha de Blazy Szlussarek e Marianna, esta já fal. e aquele aqui res. Consta uma certidão em russo. Casaram em 01-07-1895, AC. (cx. 30) [Nicolao Maczkoski, filho de Estanislao e Francisca Rupinska, 20 anos, c. a 01-07-1895 na capela de Nova Prata (livro 1-8v) com Verônica Szlysarek, 16 anos, filha de Braz e Mariana Budinek, todos poloneses (I-p. 850)]
- MAZOROSKI, Antônio e SPLOCHARSKI, Wladislawa – aut. 21-08-1895. Ambos solteiros, nats. Polônia. Ele agricultor, aqui res., filho de Andrzej Mazoroski e Juzefa Setarski, esta fal. Polônia e aquele aqui res. Ela n. 27-09-1876, prov. de Plocka, filha de Szyman Splocharski e Katarzyna, esta aqui res. e aquele fal. Polônia. Casaram em 12-09-1895, AC. (cx. 30) [André Mazeroski, 43 anos, casado, católico, russo, entrou na prov. em 1891, res. na 4 seção, 2 série oeste ala norte de AC, juntamente com: Catterina Mazeroski, 38 anos, casada, russa; Anton, 21 anos, solteiro e Wladislawa, 16 anos, solteira, russos (II-p. 226)]
- MIELESKI, Constante e OCHOTZKA, Júlia – aut. 14-06-1897. Ambos solteiros, nats. Polônia, aqui res. Ele católico, agricultor, res. na 5ª seção, 2ª série oeste, filho de Jan Mieleski e Catharina Beger, ambos fals. na Polônia. Ela n. 14-04-1879, Ziclowa ou Ziclona, Gubernia Plock, filha de Francisco Ochotzki e Antonina Masztalewska, esta res. na 5ª seção, 2ª série oeste e aquele fal. Polônia. Casaram em 01-07-1897, AC. (cx. 31)
- MIERCZINSKI (também Mierzinski), Antônio e KLIDZIO, Emília – aut. 04-02-1893. Ele solteiro, agricultor, res. 9ª seção, margem direita do Rio das Antas, filho de Alexandre M. e Clotilde, esta fal. e aquele aqui res. Ela solteira, res. na 7ª seção, 2ª série oeste n.º 46, filha de August K. e Johanna, esta aqui res. e aquele fal. na Rússia. Constam a certidão de nascimento dela e o passaporte dele, ambos em russo. Casaram em 20-09-1893, AC. (cx. 31)
- MIKOTAJERYKI (também Mikolaiecak), Jakob e RATAJENSKA (também Rataieska), Maryjana – aut. 25-09-1894. Ele solteiro, aqui res. (lote 27 da 9ª seção, Rio das Antas), filho de Jan Mikotajeryki e Jozefa Cigzenska, aqui res. Ela solteira, aqui res. (lote 66 da mesma seção), filha de Michal Ratajewski e Antonina Wroblenska, aqui res. Consta uma certidão de nascimento em russo. Casaram em 14-03-1895, AC. (cx. 31) [Michel Ratayeski, 50, e Antonia, 49; Mariana, 9; Margaretha, 8; Kasimir, 18, chegaram em AC 1890 (I-p. 946)]; [vide abaixo: RATAESCKI, Casemiro e GAESCKA, Josepha]; [Johann Mikoleizaki, 45 anos, casado, católico, russo, entrou na prov. em 1890, res. na 9 seção do Rio das Antas, juntamente com Josepha, 47 anos, casada, Giacob, 21 anos, solteiro, Michaella, 16 anos e Martin, 15 anos, solteiros e russos (II-p. 254); Mihan Rataieski, 53 anos, casado, católico, russo, entrou na prov. em 1891, res. na 9 seção do Rio das Antas, juntamente com Antonia, 40 anos, casada, Kasimirski, 20 anos, solteiro, Mariana, 12 anos, solteira, Magojata, 9 anos, todos russos (II-p. 259)]
- MILCHEWICZ, Adão e PETEKOWISKY, Gabriela – aut. 21-09-1897. Ele solteiro, agricultor, n. dezembro de 1876, Rússia, filho de Martin Milchewicz e Rosália Dockominowska, aqui res. Ela solteira, n. 01-11-1881, Polônia, filha de Paulo Petekowisky e Mariana Juschoviaka, aqui res. Casaram em 23-10-1897, AC. (cx. 31) [vide abaixo: MILKIEWICZ, Antonio e KOWALEWSKA, Mariana]; [Adam Michelich, filho de Martin M. e Rosália Docominosta, 22 anos, casou a 8-9-1897 em Nova Prata com Gabriela Petrodich, filha de Paolo e Mariana Ipola, 16 anos, poloneses (I-p. 878)]
- MILKIEWICZ, Antônio e KOWALEWSKA, Mariana – aut. 10-07-1893. Ambos solteiros e nats. Polônia. Ele agricultor, filho de Marcie Milkiewicz e Rosália, aqui res. Ela n. 25-09-1874, em Gubernia Kowno, filha de Antônio Kowalewski e Anna, aqui res. (assina a rogo do pai da noiva Tadeo Kovalewski). Há uma justificação de idade de Antônio Milkiewicz, na qual foram testemunhas: Josef Sobiaciak, 28 anos, casado, sapateiro, n. Rússia, aqui res., declarou conhecê-lo há sete anos; João Reschke, 24 anos, casado, empregado público, n. Prússia, disse conhecê-lo há dois anos. Casaram em 26-07-1893, AC. (cx. 30) [Antonio Kovalevski, 56 e Anna, 55; Tadeos, 21; Stefan, 16; Maria, 18; Maria, 60, viúva, chegou em AC em 1891 (Ip. 830)] [vide acima: Adão Milchewicz e Gabriela Peterkowisky]; [Anton Kowalewski, 58 anos, casado, católico, russo, entrou na prov. em 1891, res. na 5 seção, 2 série oeste de AC, juntamente com: Anna, 58 anos, casada, Thaddeuss, 21, solteiro, Stefan, 16 e Marianna, 18 anos, solteiros e russos (II-p. 228)]
- MITTELSTAEDT, Hermann e FISCHER, Ida – aut. 26-03-1896. Ambos solteiros, nats. Polônia. Ele n. 31-05-1871, prov. Piotrkowska, agricultor, filho de Hermann Mittelstaedt e Albertine Kremer esta aqui fal. e aquele aqui res. Ela n. 20-02-1876, prov. de Bialostok, filha de Frantz Fischer e Karoline Krause, aqui res. Casaram em 10-04-1896, AC (cx. 30) [Hermann Mitelstadt, 50, da Rússia,e Albertine, 44; Paul, 23; Herman, 19; Henrick, 17; Adolph, 15; Clara, 9; Agnes, 6 anos, chegaram em AC a 22-10-1890 (I-p. 883), acatólicos, res. na 5 seção, 2 série oeste de AC (II-p. 229)]; [Franz Fischer, 41 anos, casado, acatólico, alemão, entrou na prov. em 1890, res. na 4 seção, 2 série oeste ala norte de AC, juntamente com a esposa Caroline, 39 anos, acatólica, russa, e os filhos: Ida, 16, Hugo, 15, Rudolf, 10, Melida, 8 e Bruno, 5 anos, solteiros, todos russos (II-p. 221)]
- MODZELEWSKI, Wazlaw e KOAKOWSKA, Stanislawa – aut. 11-07-1896. Ambos solteiros, nats. Polônia, aqui res. Ele n. 05-03-1875, Gubernia Plozk, agricultor, filho de Jan M. e Francisca Smoniewska, aqui res. na 7ª seção, 2ª série oeste. Ela n. 01-01-1878 em Gubernia Plozk, filha de Jan Koakowski e Mariana, res. na mesma seção. Casaram em 28-07-1896, AC. (cx. 31)
- MORESCHI, Luigi e LEVANDOSKA, Mickalina – aut. 28-10-1895. Ele res. no lote 106, da 2ª seção, 2ª série oeste, filho de Lodovico Moreschi e Maria Colato, aquele aqui res. e ela fal. em Sanguineto, Verona, Itália. Ela n.15-10-1876, Rússia, solteira, res. lote 45, da 4ª seção, 2ª série oeste, filha de Wawese L. e Maria Blinck, fal. na Rússia, e aquele aqui res. Consta o passaporte dele. Casaram em 11-11-1895, AC. (cx. 31) [Vauschinack Levandowsky, 44, Josefa, 38; Rosália, 21; Apolonia, 17; Michelina, 16; Ignatz, 11; Verônica, 9; Antonia, 7; Stanislava, 5 anos, chegaram em AC 1890 (I-p. 840)]; [Wawcin Lewandoski, 40 anos, viúvo, russo, entrou na prov. em 1891, res. na 4 seção, 2 série oeste ala norte de AC, juntamente com Rosália, 19 anos, solteira, Polônia, 17 anos, Michalina, 15, Ignaz, 13, Weronica, 11 e Stanislawa, 4 anos, todas russas (II-p. 224)]
- MÜLLER, Michael e ZAWACZINSKI, Mathilde – aut. 03/1891. Michael viúvo de Paulina Friedrick (fal. 04-02-1891, filha de Gottlieb Friedrick e Eva, todos da Rússia, deixou os filhos: Fredrick, 9 anos; Alicie, 7 anos, Wilhelm, 4 anos e Edmann, 3 meses, res. na 5ª seção lote 43), aqui res., filho de August Müller e Justine, res. em Gubernie Wolhynia, Rússia. Ela solteira, aqui res. (lote 29 da 4ª seção oeste), filha de Johann Zawaczinski e Luiza, aqui res. (há uma assinatura a rogo de Mathilde “Sawatzinska” feita por Ferdinand Stappork). Constam uma certidão de nascimento, assim como um passaporte (do pai da noiva) em russo, uma caderneta militar em russo e um passaporte em alemão em nome de Johann Sawaschinski, n. 1837, com validade até 17-10-1883, com a esposa Louise, 38 anos e os filhos: Hermann, 15; Mathilde, 12 e Marianna, com 03 meses, Casaram em 04-04-1891, AC (cx. 30) [Michael Müller, 29, da Rússia, Pauline, 26; Friederick, 7; Otilie, 6; Wilhelm, 3 anos, chegaram em AC a 08-10-1890 (I-p. 893); Johan Savatschuski, 53 e Luísa, 24; Mathilde, 21; Amália 3 meses, chegaram em AC em novembro de 1890 (I-p. 984)]; [Michael Müller, 31 anos, casado, acatólico, russo, entrou na prov. em 1890, res. na 5 seção, 2 série oeste de AC, juntamente com a mulher Mathilde, 22 anos, acatólica, russa, e Friedrich, 10, Ottilie, 8, Wilhelm, 6 anos, todos russos (II-p. 230)]
- MUNKOLSKI, Alexandre e RACZULSKI, Mariana – aut. 01-02-1897. Ambos nats. Polônia, aqui res. Ele solteiro, sapateiro, filho de August Munkolski e Francisca Magnoszeski, esta fal. na Polônia e aquele lá res. Ela viúva de Adam Sividersky (fal. 05-03-1891 na enfermaria da Ilha das Flores, para onde entrou em 20-02, com 27 anos, polaco), filha de Szymon Raczulski e Katarzyna, ambos res. Polônia. Casaram em 15-02-1897, AC. (cx. 31) [Alexandre Munkolski, filho de Augusto e Francisca, falecida, 22 anos, casou a 22-11-1892 com Mariana Racinska, filha de Simone e Catarina, viúva, 21 anos, poloneses (I- p. 894)]
- MUTSCKAL, Alvin e FRIEDENBERGER, Maria– aut. 03/1891. Alvin solteiro, aqui res., filho de Johann M. e Emilie, aqui res., lote 9v 62 da 5ª seção 2ª série oeste. Ela solteira, aqui res. lote 15 da 4ª seção, 2ª série oeste ala norte, filha de Gottfried F. e Eva, aqui res. Há a certidão dela em russo. Casaram em 03-06-1891, AC. (cx. 30) [vide acima DEFANTÉ, Constantino e MUTZALL, Henriette; FRIEDENBERGER, Gottfried e ENGE, Julianna; abaixo WAGNER, Alberto e MUTZAL, Maria; VIEBRANZ, Carl e MUTSCHAL, Mathilde]; [Johan Mützel, 52 e Friederike, 42; Alvinw, 22; Henriett, 15; Maria, 10, chegaram em AC 1890 (I-p. 894)]; [Johann Mutschal, 56 anos, casado, acatólico, alemão, entrou na província em 1890, res. na quinta seção, segunda série oeste de AC, com a família: Friedrike Mustchal, 40, casada, russa; Heinricha, 18 anos, solteira, russa, Henriette, 16, russa, Marie, 10, russa (II-p. 232); Gottfried Friedembergz, 46 anos, viúvo, acatólico, russo, entrou na prov. em 1890, res. na 4 seção, 2 série oeste ala norte de AC, juntamente com Louise F., 15 e Emilie, 4 anos, solteiras, russas (II-p. 221)]
- OLIN, Antônio e LANGOWSKA, Martha – aut. 26-07-1897. Ele solteiro, agricultor, res. aqui, n. prov. de Pádua, Itália, filho de Santo Olin e Ângela, res. em Porto Alegre. Ela solteira, n. julho de 1876, Polônia, filha de Johann Langowska e Catharina, esta res. no núcleo Guaporé, e aquele fal. em Santa Teresa. Casaram em 07-08-1897, AC. (cx. 31) [(I-899)]

3 comentários:

Unknown disse...

Beleza! Procurei, ansiosa, para ver se encontrava: Könz - Conz, mas nada achei. Parabéns pela pesquisa e divulgação.
Jussara Appratto

António Jesus Batalha disse...

Olá , passei pela net encontrei o seu blog e o achei muito bom,
li algumas coisas folhe-ei algumas postagens,
gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
quando encontro bons blogs sempre fico mais um pouco meu nome é: António Batalha.
Deixo-lhe a minha bênção.
E que haja muita felicidade e saúde em sua vida e em toda a sua casa.
PS. Se desejar seguir o meu blog,Peregrino E Servo, fique á vontade, eu vou retribuir.

DIEGO DE LEÃO PUFAL disse...

Obrigado António!