quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Poesias de Mário da Silva Brasil: A Vida

Poesias de Mário da Silva Brasil
 (1889-1962)


 Desde julho de 2008 venho veiculando neste blog algumas poesias do meu bisavô Mário da Silva Brasil, as quais foram escritas em sua grande maioria na década de 1910, na cidade de Porto Alegre. Muitas delas foram publicadas nos jornais da época, já outras ficaram registradas em seu caderno.
Para que as obras de Mário da Silva Brasil não fiquem no esquecimento, disponibilizo mais uma de suas poesias, preservando a escrita da época:

A vida

A vida é um mar inquieto, encapelado,
E muito poucas vezes mar sereno,
Pois tem o bojo de revoltas pleno
E como o coração vive agitado.

De turbilhões é sempre acompanhado,
Raras vezes se mostra manso, ameno,
Por isso, a vida é cheia de veneno
Para o fraco que é sempre inconformado.

É, portanto, feliz e valoroso
Quem afronta batalhas tormentosas,
Pois o forte, valente e corajoso

Os revezes não teme, é desenvolto.
É morte a vida igual a um mar de rosas,
A vida verdadeira é um mar revolto.

Porto Alegre, 16-12-1952.


Nenhum comentário: