sábado, 28 de fevereiro de 2015

Poesias de Mário Brasil: Teu coração (1912)

Poesias de Mário da Silva Brasil



Desde julho de 2008 venho veiculando neste blog algumas poesias do meu bisavô Mário da Silva Brasil, as quais foram escritas em sua grande maioria na década de 1910, na cidade de Porto Alegre. Muitas delas foram publicadas nos jornais da época, já outras ficaram registradas em seu caderno.

Para que as obras de Mário da Silva Brasil não fiquem no esquecimento, disponibilizo mais uma de suas poesias, preservando a escrita da época:


Teu coração

Não é sonho nem pérfida utopia
O que agora me arrojo a confessar-te,
Bem sei, nada com isso has de importar-te,
Pois dirás que é despeito e hyprocrisia!

E portanto, sem laivos de ironia,
Mesmo que já deixasse enfim de amar-te,
Quero agora em meus versos relembrar-te
O que em teu coração de falso havia.

Felizmente sondei-o, pois te amei!
A principio, só flores encontrei,
E depois, vi miragens ... Desde então

A esperança perdi, e que tristura
Em teu rosto haver tanta formozura
E um deserto em teu pobre coração!

Santa Maria, 1º-1-1912.


Nenhum comentário: