segunda-feira, 14 de abril de 2014

Poloneses no RS: a habilitação de casamento como fonte da pesquisa genealógica – Mariana Pimentel (VI)

Poloneses no RS: a habilitação de casamento como fonte da pesquisa genealógica – Mariana Pimentel (VI)
autoria de Diego de Leão Pufal
[dúvidas, acréscimos e correções, escreva para diegopufal@gmail.com]

[Esta publicação pode ser utilizada pelo(a) interessado(a), desde que citada a fonte: PUFAL, Diego de Leão.Poloneses no RS: a habilitação de casamento como fonte da pesquisa genealógica – Mariana Pimentel (VI), in blog Antigualhas, histórias e genealogia, disponível em http://pufal.blogspot.com.br/] 
 ***

Em julho de 2010, quando da edição da nona Revista do CEKAW (http://www.poloniapoa.org/revista.php), dei continuidade à publicação das habilitações de casamento referidas na 7ª edição da revista (http://pufal.blogspot.com.br/2013/12/poloneses-no-rs-habilitacao-de.html), autuadas no município de Mariana Pimentel/RS, relativamente aos poloneses, alemães e russos, cujos processos encontram-se sob a guarda do Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul (APERS).
Esses processos trazem importantes informações à pesquisa genealógica, especialmente pela necessidade de os pretendes apresentarem algum documento original de seu nascimento ou testemunhas que pudessem suprir-lhe a falta.
Assim, reproduzo o artigo “Fontes para a genealogia: o processo de habilitação de casamento (VIII) – Mariana Pimentel”, objetivando fomentar a genealogia e trazer informações aos que pesquisam as origens dos seus.
Na sétima edição da revista do CEKAW tratou-se das habilitações de casamento da colônia de Mariana Pimentel, no Estado do Rio Grande do Sul, quando veiculada parte dos processos existentes no Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul.
Na mencionada edição, referiu-se que a colônia de Mariana Pimentel foi “fundada em 1888, foi colonizada por várias centenas de famílias polonesas oriundas da região polonesa sob o domínio russo. O primeiro grupo de imigrantes poloneses a estabelecer-se nessa Colônia, chegou aí em fins de 1890. A maioria, porém, foi chegando no decorrer de 1890. Uma estatística de 1894 revela que esse próspero núcleo polonês contava 1.500 almas”, conforme anotou Alberto Victor Stawinski (Primórdios da imigração polonesa no Rio Grande do Sul (1875-1975), Porto Alegre: Escola Superior de Teologia São Lourenço de Brindes; Universidade de Caxias do Sul, 1976, p. 43).
No mesmo sentido, Edmundo Gardolinski (Imigração e Colonização Polonesa, artigo publicado na Enciclopédia Rio-Grandense, vol. V, Canoas: Editora Regional Ltda, 1958, PP. 34/35): “Esta colônia foi fundada em 1888 Recebeu no ano seguinte as primeiras levas de imigrantes poloneses, e tanto essa, como as seguintes, eram bastante numerosas, razão pela qual Mariana Pimentel tornou-se uma colônia próspera e muito conhecida (...). Nos anos compreendidos entre 1890 e 1894, as estatísticas já mencionavam, em Mariana Pimentel, cerca de 1500 pessoas, e no ano de 1894, somente na Vila, habitavam 873 agricultores poloneses. Num agrupamento tão numeroso e tão homogêneo, os colonos sentiam-se à vontade, e cada vez mais penetravam nas entranhas da terra que lhes era dadivosa e boa. Não levou muitos anos e a região tornou-se conhecida pelas magníficas searas (...).” 
Dos poloneses estabelecidos em Mariana Pimentel, conseguiu-se encontrar inúmeros processos de habilitação de casamento dentre os anos de 1897 e 1907, os quais serão publicados em três partes, sendo a segunda a que segue:
- KOLLING Filho, João e GEDRATH, Martha Luiza – aut. 20-12-1907. Ele solteiro, n. 21-03-1875, Estrela, ferreiro, res. no lote n. 10 da Linha Vitorino Monteiro, filho de João Kolling, viúvo, n. RS, agência e res. em Porto Alegre e Maria Isabel Noschangs, fal. em Porto Alegre, todos católicos, n.p. Pedro Kolling/Colling e Isabel Heberle, n.m. Jorge Noschangs e Margarida Plein. Ela solteira, n. 10-12-1881, Prússia, filha de José G., católico, e Bertha Weiss, nats. da Prússia e todos agricultores e res. juntos no lote n. 10 da mesma linha. Casaram em 12-01-1908. (caixa 4)
- KOPCZYNSKI, Mariano e GOLOMBIESKI, Mariana – aut. 02-12-1902. Ele solteiro, n. Rússia, n. 07-09-1875, sapateiro, res. na Linha Saint Brisson em MP, filho de Francisco K. (fal. no 7º distrito de Porto Alegre) e Domicella, n. Rússia, viúva e res. como agricultora na Linha Dr. Flores em MP. Ela solteira, n. 12-02-1884, Rússia, filha de José, res. na Rússia e Antonina, n. Rússia, agricultora, res. na Linha José Evaristo em MP junto com a filha. Casaram em 13-12-1902. (caixa 4)
- KORPALSKY, Anastácio e TOMCZAK, Mariana – aut. 15-10-1898. Ele n. 21-05-1872, Rússia, res. no lote n. 60 da Linha Dr. Flores, católico, agricultor, filho de João K. e Ludewika, esta já fal. e aquele res. na Rússia. Ela n. 21-10-1876, Rússia, católica, agricultora, filha de André T. (fal.) e Deodora, aqui res. Consta uma certidão de batismo em russo. Casaram em 03-11-1898. (caixa 4)
- KOWALESKY, Miguel e BEDNARSKY, Mariana – aut. 26-09-1906. Ele solteiro, n. 17-07-1880, Rússia, agricultor, res. no lote n. 37 da Linha Vitorino Monteiro em MP< filho de José K. (fal. em Porto Alegre) e Josefa (n. Rússia, agricultora, res. na linha Dr. Flores, MP). Ela solteira, n. 20-10-1881, Rússia, filha de Stanislau B. (fal. em viagem da Rússia para esta colônia) e Jadviga, n. Rússia e agora casada civil em segundas núpcias com Jan Mikoleiczak), todos res. juntos como agricultores na Linha Vitorino Monteiro, católicos. Casaram em 08-10-1906. (caixa 4)
Certidão de batismo de Pedro
Kowalski, em russo.
- KOWALSKI, Pedro e WIGINIESKA, Antônia – aut. 05-07-1899. Ele solteiro, n. 28-06-1871, Rússia, católico, agricultor, res. no lote 52 da Linha José Evaristo em MP, filho de Martin K. e Catharina, nats. e res. na Rússia. Ela solteira, n. 30-05-1869, Rússia, católica, agricultora, res. em MP, chegada em MP em 1890, filha de Jorge W. e Mariana, nats. e res. na Rússia. Consta a certidão de batismo dele em russo. Casaram em 21-07-1899. (caixa 4) 
- KOZENIESKI, Woiciech e RACKI, Josefa – aut. 24-02-1900. Ele solteiro, n. 25-04-1875, Rússia, res. no lote n. 07 da Linha Saint Brisson em MP, filha de Miguel K. e Francisca, nats. da Rússia e res. no mesmo lote, chegados em MP em 18-07-1891. Ela solteira, n. 10-09-1881, Rússia, católica, agricultora, filha de Vicente R. e Catharina, nats. da Rússia e res. em MP, chegados em MP em 11-01-1891. Casaram em 14-03-1900. (caixa 4)
- KRAMM, Rodolpho e TRINTINTI, Josephina – aut. 01-12-1897. Ele solteiro, 32 anos, sapateiro, filho de Reinaldo K. e Juliana, aqui res. Ela solteira, 17 anos, filha de Henrique T. e Carolina, aqui res. Casaram em 20-12-1897. (caixa 4)
- KROEFF, Honorato Afonso de Azambuja e GEDRATH, Ana Maria – aut. 26-06-1903. Ele viúvo, n. 22-12-1871 no 7 distrito de Porto Alegre, agricultor, católico, e res. em MP, filho de Lourenço K. (fal.) e Ana Cândida de Azambuja, res. no 7 distrito. Ela n. 23-12-1876, Alemanha, filha de José G. e Berta, nats. da Alemanha e res. como agricultores todos juntos no lote n. 10 da Linha Vitorino Monteiro em MP, de culto luterano. Casaram em 08-07-1903. (cx. 04)
- KRÜGER, Alfredo e MILKE, Mathilde – aut. 06-11-1905. Ele solteiro, n. 22-07-1883, Alemanha, filho de Alberto K., viúvo, n. da Alemanha, todos res. na linha Dr. Flores n. 26, e de Guilhermina Supte, aqui fal., de culto luterano. Ela n. 22-05-1883, Rússia, filha de Christiano Milke e Rosália Bosenius, nats. da Rússia e res. todos juntos como agricultores na linha Rosina da Sertão Santana, de culto luterano. Casaram em 20-11-1905. (cx 4)
- KRÜGER, Ernesto Júlio Otto e KRAHN, Emília – aut. 09-09-1901. Ele solteiro, n. 22-09-1876, Alemanha, agricultor, filho de Alberto Júlio Georg K. e Guilhermina Frederica, nats. da Alemanha e todos res. na linha Dr. Flores, lote n. 26. Ela solteira, n. 24-09-1882, Rússia, filha de Carlos K., n. Alemanha, e Luiza, n. Rússia, todos res. como agricultores no lote 16 da mesma linha. Casaram em 28-09-1901. (cx. 04)
- KUBALL, Alberto e STRUGULSKI, Antonina – aut. 26-06-1903. Ele solteiro, n. 13-04-1879, Alemanha, agricultor, luterano, filho de Franz Kuball e Guilhermina, nats. da Alemanha e res. como agricultores no lote n. 70 da Linha Saint Brisson em MP. Ela solteira, n. 15-03-1887, Rússia, filha de Silvino S. e Josefa, nats. da Rússia e res. todos juntos na linha Vitorino Monteiro n. 64, de culto católico. Casaram em 11-07-1903. (caixa 4)
- KUBIAK, José e MARKOWSKA, Francisca – aut. 25-08-1898. Ele n. 16-03-1872, Rússia, lavrador, católico, res. no lote n. 83 da linha Dr. Flores em MP, filho de Simon K. e Catharina, res. na Rússia. Ela n. 09-08-1879, Rússia, católica, agricultora, filha de José M. e Catharina, nats. da Rússia e res. no lote n. 83 da Linha José Evaristo em MP. Casaram em 09-09-1898. (caixa 4)
- KUBIAK, Wawginez e FRANSKEWICZ, Agniska – aut. 23-04-1907. Ele solteiro, n. 06-08-1872, Rússia, agricultor, res. no lote n. 20 da Linha Azevedo em MP, filho de Stanislau K., res. em Porto Alegre, e Balbina, aqui res. Ela n. 01-01-1879, Rússia, solteira, agricultora em MP, filha de João F. e Miguelina, ambos fals. em MP, todos católicos. Há uma justificação de idade de Agniska, na qual foram testemunhas: Rudolfo Kramm e Stanislau Kalata. Rudolf com 40 anos, n. Rússia, sapateiro, res. MP, que declarou conhecer a justificante desde 1890, pois vieram no mesmo navio, chegando no RS em dezembro de 1890; Stanislau, 44 anos, viúvo, negociante, n. Rússia, o qual declarou conhecê-la desde 1891 quando veio da Polônia para o Brasil. Casaram em 06-05-1907. (caixa 4)
- KUBICZEWSKI, Franciscus e BRUNA, Vittoria – aut. 13-11-1897. Ele solteiro, 29 anos, n. 03-10-1868, Rússia, res. MP, lavrador, filho de Joannes K. e Apolônia, res. em MP. Ela solteira, 22 anos, n. Maniago, Itália, filha de Sebastianos Bruna e Luiza, nats. da Itália e aqui res. Constam as certidões de batismos de ambos em alemão/russo e latim. Casaram em 20-12-1897. (caixa 4)
- KUBICZEWSKI, Jorge e KAMINSKA, Ana – aut. 07-11-1899. Ele solteiro, n. 24-10-1871, Rússia, católico, agricultor, res. na Linha Vitorino Monteiro, n. 20, em MP, filho de João K. e Apolônia, nats. da Rússia e res. em MP. Ela n. 12-07-1872, Rússia, católica, agricultora, filha de Josef K. (fal. na Rússia) e Mariana, aqui res. Consta a certidão de batismo dele em russo. Casaram em 17-11-1899. (caixa 4)
KÜHN, Augusto e SCHMITT, Maria Madalena – aut. 20-10-1898. Ele n. 18-12-1848, Rússia, lavrador, acatólico, res. no lote n. 31 da Linha Dr. Flores, filho de Frederico K. e Ana, aquele fal. na Rússia e esta fal. Ele n. 04-12-1864, Alemanha, protestante, agricultora, res. em MP, filha de Frederico S. (fal.) e Susana, res. na Alemanha. Casaram em 03-11-1898. (caixa 4)
- LEHMANN, Otto e TEIFKE, Augusta – aut. 12-05-1899. Ele n. 21-04-1874, Rússia, protestante, curtidor, res. na Linha Boa Esperança, Sertão Santana, filho de Frederico Augusto L. (fal. no Rio de Janeiro) e Paulina, res. em Porto Alegre. Ela solteira, n. 09-08-1874, Prússia, protestante, agricultora, filha de Hermann T. e Joana, nats. da Prússia e res. no Sertão Santana. Casaram em 27-05-1899. (caixa 4)
- LISKA, José Pedro e STROPPA, Vicentina – aut. 20-05-1903. Ele solteiro, n. 24-05-1883, Arroio do Ouro, município de Estrela, filho de João Liska e Luiza Schäfer, nats. Alemanha e res. como agricultores no Sertão Santana, católicos. Ela solteira, n. 12-05-1885, município de S. João do Montenegro, filha de Prospero S. e Rosalina Maria, aquele fal. e esta res. na linha Boa Esperança em Sertão Santana. Casaram em 06-06-1903. (caixa 4)
- LISKA, Leopoldo e FRIEDRICH, Wanda – aut. 28-11-1902. Ele solteiro, n. 29-09-1879, Estrela, agricultor, filho de João L. e Luisa Schäfer, nats. da Alemanha, agricultores e res. no Sertão Santana. Ela n. 26-08-1884, Rússia, filha de João e Mariana Sobtschak, nats. da Rússia, agricultores e res. na Linha Dr. Flores em MP. Casaram em 10-12-1902. (caixa 4)
- LISKA, Pedro Paulo e MAYER, Eugênia – aut. 11-07-1900. Ele viúvo, n. 01-11-1877, Áustria (apesar de constar uma certidão de batismo na qual referido que nasceu em Estrela), protestante, agricultor, cidadão brasileiro, res. Sertão Santana, filho de João L. e Luisa Schäfer, nats. da Áustria e res. no Sertão Santana. Ela solteira, n. 21-05-1881, 7 distrito de Porto Alegre, católica, agricultora, res. no Sertão Santana, filha natural de Catarina Naibert, fal., e pai ignorado. Assinou a rogo de Eugênia: Júlio Mayer, seu irmão. Casaram em 28-07-1900. (caixa 4)
- LISKA, Pedro e LENHART, Elisabeth – aut. 11-05-1899. Ele n. 01-11-1877, Áustria, protestante, agricultor, cidadão brasileiro, res. Sertão Santana, filho de João Liska e Luiza, nats. da Áustria e res. no Sertão Santana. Ela solteira, n. 03-07-1880, município de Montenegro, res. no Sertão Santana, filho de Adão Lenhart, n. Rússia, e Maria Magdalena, n. RS, católicos. Casaram em 10-06-1899. (caixa 4)
- LOOF, Emílio e KÜHN, Adela Bertha – aut. 28-08-1906. Ele solteiro, n. 12-11-1884, Alemanha, agricultor, filho de Carlos L. (aqui fal.) e Augusta (n. Alemanha, agricultora), res. todos na Linha Dr. Flores em MP. Ela solteira, n. 26-11-1882, Rússia, agricultora, filha de Augusto K. (n. Rússia, negociante, res. na Linha Dr. Flores) e Maria (aqui fal.), de culto luterano. Casaram em 10-09-1906. (caixa 4)
- LOTHAMMER, Luiz e HUFF, Laura – aut. 19-10-1903. Ele solteiro, n. 31-07-1877, Wimpfen a Berg, Alemanha, funileiro, res. Sertão Santana, luterano, filho de Guilherme L. e Lisete Staudt, ambos fals. na Alemanha. Ela solteira, n. 08-07-1887, Solitária, Taquara, filha de André Huff Sobrinho e Luiza, nats. do RS, agricultores e res. no Sertão Santana. Consta a tradução da certidão de batismo dele. Casaram em 31-10-1903. (caixa 4)
- MAIKI, Ludoviki e KOPCZINSKI, Josepha – aut. 22-05-1901. Ele com 24 anos, n. 24-08-1876, solteiro, res. em MP, agricultor, filho de José M. (fal. em MP) e Francisca. Ela com 21 anos, n. 19-03-1880, filha de Francisco K. (fal. em MP) e Damincela?. Já eram casados religiosamente. Casaram em 22-05-1901. (caixa 5)
- MAJESKI, João e ZELATA, Eva – aut. 30-12-1898. Ele solteiro, n. 10-05-1876, Prússia, 22 anos, lavrador, católico, filho de Martin M. e Rosália, nats. da Rússia e res. no lote n,. 40 da linha Saint Brisson em MP. Ela solteira, n. 20-11-1882, Rússia, 16 anos, católica, agricultora, filha de Vicento Zelata e Agniska, nats. da Rússia e res. no lote n. 47 da mesma linha em MP. Casaram em 16-08-1899. (caixa 5)
- MAJESKI, Martin e KUBIAK, Francisca – aut. 27-05-1905. Ele viúvo de Rosália, n. 14-10-1850, Rússia, 57 anos, agriculor, res. no lote n. 40 da Linha Saint Brisson em MP, filho de Woiczech M. e Mariana, fals. na Rússia. Ela viúva de André Rossol, n. 25-09-1874, Rússia, 30 anos, agricultora, res. na Linha Saint Brisson, filha de Stanislau Kubiak (fal. em Porto Alegre) e Balbina, n. Rússia, agricultora e aqui res. Todos católicos. Casaram em 24-07-1905. (caixa 5)
- MANSKE, Paulo e PASSONI, Amália Virgínia – aut. 14-04-1904. Ele solteiro, n. 21-02-1883, Alemanha, 21 anos, filho de Alberto M. (nat. da Alemanha, viúvo e res. com o filho na Colônia Barão do Triunfo, como agricultores), e de Berta (fal. em Barão do Triunfo). Ela solteira, n. 05-02-1887, Caxias do Sul, 17 anos, filha de Anneo P. (fal. em Caxias) e Virgínia Costamilan (n. Áustria e casada em segundas núpcias em Caxias do Sul com José Oppelt, negociante na linha Boa Esperança em Sertão Santana). Casaram em 30-04-1904. (caixa 5)
- MARCZAK, Woicezk e BAHOIA, Miguelina – aut. 11-06-1899. Ele viúvo de Agniska Magalski (fal. de doença desconhecida em viagem “no mar de norte” no dia 12-11-1890, com 40 anos, n. Rússia, “o sepultamento foi realizar-se no mar de norte, costurado dentro d’um sacco e attado nos pez um sacco de carvão de pedra”, filha de Paulo Magalski e Catharina, nats. e res. na Rússia), n. 20-04-1854, Rússia, católico, agricultor, res. no lote n.1 3 da Linha Saint Brisson, filho de João M. e Antonina, ambos fals. na Rússia. Ela viúva de Stanislau Bahoia (foi realizada uma justificação para provar a morte de Stanislau, servindo como testemunhas: Wladislaw Staczewski, agricultor, res. no lote n. 48 da Linha Saint Brisson, casado, n. Rússia, 42 anos, e Francisco Waczak, agricultor, res. no lote n. 29 da linha Saint Brisson, casado, 39 anos, n. Rússia, as quais declararam que Stanislau Bahoia fal. a 02-02-1887 na Rússia, deixando a viúva Miguelina e dois filhos vivos: Emília Bahoia, n. 07-04-1881 na Rússia, e Wladislau Bahoia, n. 08-10-1885, Rússia; tendo a viúva vindo com os filhos na companhia das testemunhas na mesma embarcação de vapor Wilhelm da Rússia para o Brasil), n. 27-09-1860, Rússia, 38 anos, católica, agricultora, res. em MP, filha de Paulo Donay (fal.) e Catharina, res. na Rússia. Casaram em 28-06-1899. (caixa 5)
- MARCZAL, Francisco e BIELESKI, Constância – aut. 10-08-1901. Ele n. 18-05-1869, Rússia, solteiro, 32 anos, agricultor, res. no lote n. 56 da Linha Dr. Flores em MP, filho de André R., n. Rússia e res. no lote n. 58 da Linha Dr. Flores como agricultor, e de Rosália, fal. na Rússia. Ela solteira, n. 10-11-1874, Rússia, 27 anos, agricultora, res. no lote n. 56 da linha Dr. Flores em MP, filha de Pedro B. e Joana, nats. Rússia e res. como agricultores no lote n. 67 da Linha José Evaristo em MP. Casaram em 26-08-1901. (caixa 5)
- MARKOWSKI, Francisco e KOCZECZIK, Helena – aut. 15-11-1897. Ele solteiro, 21 anos, n. 05-05-1876, Rússia, filho de José M. e Catharina, nats. da Rússia e res. em MP. Ela solteira, 16 anos, n. 05-03-1881, Rússia, filha de Matheus K. (fal.) e Francisca, n. Rússia e res. em MP. Casaram em 16-12-1897. (caixa 5)
- MAROCCO, Osvaldo e JUROBSKI, Maria – aut. 30-07-1906. Ele solteiro, n. 05-10-1882, Itália, 23 anos, filho de Basílio M. e Catharina, nats. da Itália e res. todos juntos como agricultores no Serro do Herval em MP. Ela solteira, n. 13-07-1888, Rússia, 18 anos, res. no mesmo Serro, filha de Pedro J. e Ana, nats. da Rússia e res. como agencias em Porto Alegre, todos católicos. Casaram em 11-08-1906. (caixa 5)
- MATULLE, Germano e BROUWERS,  Margaretha – aut. 08-03-1905. Ele solteiro, n. 25-08-1884, Alemanha, 20 anos, filho de Júlio M., n. Alemanha, res. com o filho na Linha Rosina em Sertão Santana, e de Joana, fal. em Alfredo Chaves (Veranópolis). Ela solteira, n. 15-07-1885, município de Montenegro, filha de Henrique B., n. Holanda, e Margaretha Diemer, n. Alemanha, agricultores, res. juntos na linha Rosina, sendo todos de culto luterano. Casaram em 25-03-1905. (caixa 5)
- MATULLE, Otto e BROUWERS, Herminia – aut. 05-03-1901. Ele solteiro, res. no Sertão Santana, n. 05-02-1879, Alemanha, 22 anos, agricultor, res. com o pai, filho de Julio M. (res. como agricultor na linha Rosina do Sertão Santana) e de Joana (fal.). Ela solteira, n. 20-09-1878, Maratá, Montenegro, agricultora, res. com os pais, filha de Henrique B. e Margaretha Diemer, nats, da Holanda e res. na mesma linha. Casaram em 15-05-1901. (caixa 5)
- MEISE, Gottlieb e BURGHARDT, Amália – aut. 11-06-1900. Ele solteiro, n. 18-06-1877, Volínia, Rússia, 23 anos, protestante, agricultor, res. em MP, filho de Johann M. (fal.) e Emilie (casada em segundas núpcias com Ludovico Imme, já fal. no RS). Ela solteira, n. 21-01-1880, Santa Cruz do Sul, 20 anos, católica, agricultora, res. com a mãe em MP, filha de Reinhold B. (fal.) e Johanna Kocesne (?), n. Alemanha e res. no lote n. 15 da linha Dr. Flores em MP. Consta a certidão de batismo dele em alemão expedida em 07-08-1890 pela igj. ev. de St. Petersburgo. Casaram em 30-06-1900. (caixa 5)
- MICHELSEN, Júlio e BURZLAFF, Augusta Theresa – aut. 09-02-1904. Ele solteiro, n. 22-09-1875, município de São Leopoldo, 28 anos, filho de Henrique M., viúvo, agricultor, n. Alemanha e res. na Linha Alves em MP, e de Maria Strautmann, fal. no município de S. Leopoldo. Ela solteira, n. 04-06-1880, Alemanha, 23 anos, agricultora, res. no lote n. 16 da mesma linha, confirmada pela igreja de Lomba Grande em São Leopoldo, filha de Frederico B., fal. na Alemanha, e Carolina, n. Alemanha, viúva, agricultora e res. como caseira de Henrique Michelsen no lote n. 16 da mesma linha, todos de culto luterano. Casaram em 23-02-1904. (caixa 5)
- MIELCZARSKY, Alexandre e BAHOIA, Emília – aut. 21-07-1900. Ele solteiro, n. 18-09-1877, Rússia, 22 anos, católico, agricultor, res. no lote n. 73 da linha Vitorino Monteiro, em MP, filho de Jacob e Apolônia, nats. da Rússia e fals. em MP. Ela solteira, n. 07-04-1881, Rússia, católica, agricultora, filha de Stanislau B. (fal. na Rússia) e Miguelina (casada em segundas núpcias com Woiczek Marczak), ambos res. no lote n. 13 da Linha Saint Brisson. Há uma justificação de idade de Alexandre, da qual serviram como testemunhas: a) Francisco Tabarkiewicz, agricultor, res. no lote n. 62 da linha Vitorino Monteiro em MP, casado religiosamente na Rússia, n. Rússia, 36 anos, que declarou conhecê-lo desde a Rússia, pois era vizinho de seus pais na povoação e que com eles também emigrou para o Brasil chegando no ano de 1891; b) Ignácio Wirbicky, agricultor, res. no lote 68 da linha Vitorino Monteiro, casado desde a Rússia, de onde é natural, com 50 anos, disse conhecer a família de Alexandre há dez anos, e com eles veio em uma embarcação para o Brasil; c) Francisco Mielczarsky, agricultor, res. no lote n. 71 da Linha Vitorino Monteiro, casado, n. Rússia, 34 anos, o qual declarou ser irmão de Alexandre, filhos de Jacob M., fal. em MP em 1893, e de Apolônia, fal. em MP em 1898. Casaram em 18-08-1900. (caixa 5)
- MIKOLEICZAK, João e BEDNARSKY, Jadwiga – aut. 26-06-1899. Ele solteiro, n. 23-10-1866, Rússia, 33 anos, agricultor, católico, res. no lote n. 59 da linha Vitorino Monteiro em MP, filho de Nicolau M. e Carolina, aquele fal. na Rússia e esta aqui res. Ela viúva de Stanislau Bednarsky (fal. de “doença desconhecida na viagem de immigração da Rússia para esta Colônia” no dia 24-06-1891 no Faxinal de Barão do Triunfo, com 28 anos, 1 mês e 18 dias, n. Rússia, agricultor, filho de Jan Bednarsky e Mariana, fals. na Rússia), n. 18-10-1864, Rússia, 35 anos, católica, agricultora, res. em MP, filha de Josef Motelewsky (fal.) e Aginska, res. na Rússia. Consta a certidão de batismo dele em russo. Casaram em 12-07-1899. (caixa 5)
- MURLIK, Antônio e CHRISTOFOLI, Amabilia – aut. 11-09-1905. Ele solteiro, n. 25-05-1879, Rússia, 26 anos, filho de João M. e Josefa, nats. da Rússia e res. todos juntos como agricultores no lote n. 73 da Linha Saint Brisson em MP. Ela solteira, n. 22-10-1886, Itália, 19 anos, filha de Ângelo C. (fal. na Itália) e Ana, n. Itália e res. todos juntos como agricultores no lote n. 62 d linha Saint Brisson. Casaram em 23-09-1905. (caixa 5)
- MURLIK, Brunislau e SZORTYKA, Mariana – aut. 22-08-1905. Ele solteiro, n. 01-11-1877, Rússia, 28 anos, filho de João M. e Josefa, nats. da Rússia e res. como agricultores na Linha Saint Brisson n. 73 em MP. Ela solteira, n. 21-08-1877, Rússia, 28 anos, filha de Mathias S. (com 56 anos) e Antônia, nats. da Rússia e res. como agricultores em São Feliciano, de culto católico. Os contraentes já eram casados pelo religioso desde 21-08-1897, de cujo casamento havia três filhos. Casaram em 30-09-1905. (caixa 5)
- MURLIK, Pedro e MAKOSKY, Mônica – aut. 14-06-1899. Ele solteiro, n. 23-01-1863, Rússia, 36 anos, católico, agricultor, res. na Linha Saint Brisson no lote n. 71, filho de João M. e Josefa, nats. da Rússia e res. na linha Saint Brisson n. 73. Ela solteira, n. 20-03-1877, Rússia, 22 anos, católica, agricultora, filha de Stanislau M., res. na cidade de Rio Grande, e Josefa, fal. na Rússia. Consta o passaporte dele em russo. Casaram em 28-06-1899. (caixa 5)

Abreviaturas:
aut. = autuado
cx. = caixa
fal.= falecido(a)
MP = Mariana Pimentel
n. = nascido(a)
n.m = neto(a) materno(a)
n.p = neto(a) paterno(a)

res.= residente

Nenhum comentário: